sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Luiz Couto combate preconceito e lembra que nordestinos construíram São Paulo

Época triste a nossa em que é mais difícil quebrar um preconceito do que um átomo”. Foi com esta frase de Albert Einstein que o deputado Luiz Couto (PT-PB) voltou a combater, da tribuna da Câmara Federal, o preconceito de algumas pessoas contra os nordestinos.

Couto lembrou que São Paulo foi construída à base da força do trabalho dos nordestinos, e contestou a postura dos que tentam desqualificá-los pelo fato de terem sido os maiores responsáveis pela “estrondosa vitória” de Dilma na região.

“Tentaram e tentam desqualificar e ridicularizar os nordestinos, mas mostramos que o sertanejo, o povo do Nordeste é antes de tudo um forte e não vai se deixar levar por isso aí”, completou.
Luiz Couto disse que “a verdade venceu a mentira” e desejou à presidenta eleita que, nesse segundo mandato, possa avançar “em mais políticas públicas, mais futuro, mais mudanças”.

Fonte: Ascom do Dep. Luiz Couto

PT nega informação sobre Lucélio assumir cargo no Governo Dilma, mas destaca: 'seria natural e legítimo'

O presidente do PT na Paraíba, Charliton Machado, conversou com o portal Paraíba nesta quinta-feira (30) e falou sobre as expectativas do partido para os novos governos de Ricardo Coutinho (PSB), no Estado, e Dilma Rousseff (PT), no Palácio do Planalto.

Informações de bastidores apontam que o candidato ao senado, Lucélio Cartaxo (PT), pode assumir um cargo no Governo Federal. Charliton afirma que isso seria natural e legítimo, mas negou que exista qualquer acordo nesse sentido. “Não há informação sobre isso, mas é claro que seria do nosso interesse. Não seria surpresa se Lucélio assumisse um cargo”, disse.

O petista também falou sobre a participação do partido no Governo de Ricardo Coutinho, que se aliou ao partido dos trabalhadores nestas eleições. “O próprio governador é quem decidirá o formato. Não existe nenhuma demanda do PT em relação a isso. A conversa deve acontecer dentro de algumas semanas e o governador certamente irá tratar disso com todos os aliados”, colocou. (Pedro Callado)

Fonte: http://www.paraiba.com.br/

Cartaxo diz que RC deve puxar o debate sobre participação do PT no governo e garante: ‘não haverá pressão’

A aliança do PT e PMDB com o PSB foi crucial para a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), no entanto, com a vitória vem a questão da participação dos partidos no governo do socialista. Para o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), quem deve puxar esse debate é o governado, mas garantiu que não haverá pressão.

Em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, o petista destacou que tem clareza que quem deve puxar esse debate é o governador que foi reeleito agora e da parte do PT não vai haver pressão para chegar e discutir cargos.

“Até porque temos uma prefeitura para tocar”, comenta, acrescentando que esse é um processo e que o governador no momento que ele entender vai chamar os partidos que estiveram com ele na caminhada e foram importantes para a reeleição.

Cartaxo ressaltou paciência e tranquilidade: “Acabou a eleição domingo, deixa Ricardo descansar um pouco, esfriar a cabeça que foi uma luta árdua. No momento oportuno, vai chegar a hora de discutir”, conclui.

Paraíba integra retomada da mobilização nacional pela “Constituinte Já”

Militância petista continua engajada na luta pela Reforma Política brasileira

A defesa do "Plebiscito por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político", reuniu representantes de diversos movimentos sociais e populares, sindicatos e de partidos, entre eles, militantes do Partido dos Trabalhadores da Paraíba (PT/PB).

No final da tarde desta quinta-feira, 30, na sede do Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil, da Construção Pesada, e do Mobiliário de João Pessoa (Sintricom – JP). No encontro ficou definida a retomada das atividades na Paraíba, e a primeira acontece no dia 4 de novembro.

A reunião começou com uma boa notícia. Membros da mobilização conseguiram as 171 assinaturas dos parlamentares necessárias para o Decreto Legislativo que encaminhará para votação o Plebiscito Oficial para a Constituinte da Reforma Política, mas apesar desta vitória, as 

mobilizações serão intensificadas para evitar que o assunto seja “engavetado” pelo Congresso.
Com essa volta do movimento, mais uma vez a Paraíba estará inserida na campanha nacional, e a primeira atividade está agendada para o dia 4 de novembro.

Uma plenária será realizada a partir das 15h na sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraiba (Sintep-PB), e em seguida uma caminhada pelas ruas do Centro de João Pessoa e um show com artistas locais que apoiam a “Constituinte Já”.

A mobilização no estado seguirá a mesma linha de quando foi feito o plebiscito popular, com a interiorização do tema nas cidades paraibanas, a possibilidade da realização de uma grande atividade para esclarecer a população sobre o assunto, intensificação das ações nas Redes Sociais e na mídia local, e o cronograma de atividades entre os dias 9 e 15 de novembro (acompanhando o calendário nacional).

Diversos movimentos, sindicatos e partidos estiveram presentes na plenária, entre eles: PT/PB, Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB), União Brasileira de Mulheres (UBM), Conselho Estadual de Juventude, Levante Popular da Juventude, PSOL, Movimento do Espírito Lilás (Mel).

Movimento dos Sem Terra (MST), Consulta Popular, Rede de Mulheres em Articulação, Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem (Sinditêxtil), Associação de Deficientes e Familiares (Asdef), Escola Fé e Política, Sinal de alerta:

A Reforma Política foi amplamente debatida durante a campanha eleitoral, sendo mencionada como uma das prioridades do governo da presidenta Dilma Rousseff, porém, durante a plenária desta quinta, em João Pessoa, os participantes demonstraram preocupação com os parlamentares que foram eleitos na última eleição, e que fará com que o próximo Congresso Nacional seja uma dos mais conservadores da história do Brasil.

Muitos desses deputados e senadores eleitos já demonstraram contrários ao plebiscito, o que faz com que essa nova fase de mobilização tenha uma grande importância.

A campanha do Plebiscito Constituinte começou há mais de um ano, e em 2014 aconteceu a o Plebiscito Popular pela Constituinte. Dos 7,5 milhões de votantes, 97% disseram sim à convocação de uma assembleia constituinte para promover a reforma política no país. A mobilização envolveu cerca de 100 mil pessoas e mais de dois mil comitês populares espalhados pelo país.

No dia 13 de outubro, representantes de inúmeras entidades e movimentos sociais se reúnem com a presidenta Dilma Rousseff e foi entregue o resultado do plebiscito popular por uma constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político.( Dani Rabelo)

Fonte: Ascom PT/PB

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Severinos e Severinas fazem chover sonhos e esperanças no Sertão

Rachel Pinto - comunicadora popular da ASA; Feira de Santana – BA; Na escola Roque Miranda Carneiro, na zona rural de Riachão do Jacuípe toda sexta-feira é dia de ouvir histórias | Foto: Rachel Pinto

A aula começa e o livro escolhido para o dia é o livro Severino faz Chover da autora Ana Maria Machado que conta a história de Severino um menino que morava em um lugar muito seco e árido e onde tudo murchava, menos a sua alegria e esperança de viver. E assim, como Severino, ninguém ali se vê triste, como é transmitido na maioria das vezes pelo veículos tradicionais de comunicação.

Ali todo mundo é feliz e acredita na existência de um semiárido viável e possível. E é o prazer pela leitura o responsável por essa visão de mundo, pela valorização da autoestima e da identidade. Os livros trabalhados pelo Baú de Leitura têm esse olhar de reconhecimento e valorização das pessoas e da realidade em que vivem.

Na escola Roque Miranda Carneiro, comunidade de Malhador, município de Riachão do Jacuípe, o clima de alegria se espalha porque é sexta-feira, dia de aula do Baú de Leitura. É o dia mais esperado por todos os alunos e alunas.

Nesse dia a professora Maria Helena Carneiro e o professor Fábio Geovane Carneiro usam toda a sua criatividade e o amor pela educação para despertar nas crianças o gosto e o prazer pela leitura.

Assim, como outros 1.500 professores/as passaram pelo processo de formação do Projeto Conhecer Analisar e Transformar (CAT) que surgiu com a necessidade de melhorar a qualidade da educação nas escolas do campo no Semiárido baiano.

A aula da escola Roque Miranda Carneiro não se encerra nas dependências da escola. Ela ultrapassa os muros e chega à comunidade, alcança as famílias e todas as pessoas que acreditam na construção de um mudo melhor através da educação de qualidade e que a leitura é um dos caminhos para o aprendizado e o desenvolvimento.

Fonte: http://www.asabrasil.org.br/

Frei Anastácio destaca abertura de mais uma feira agroecológica na Paraíba

A mais nova feira agroecológica da Paraíba realizará, nesta quinta-feira (30), sua segunda edição, no município de Sobrado, a 61 quilômetros de João Pessoa, a partir das 6h, com previsão de venda de mais de meia tonelada de alimentos produzidos sem nenhum tipo de veneno. A feira funciona na entrada da cidade.

O deputado estadual Frei Anastácio (PT), que participou da abertura da feira, na semana passada, elogiou a iniciativa dos assentados e da Cooperativa que está comandando a feira. “Fico feliz em ver mais uma feira gerando renda para os trabalhadores do campo e levando alimento de boa qualidade para a população da cidade”, disse o deputado.

O parlamentar lembrou que é um dos apoiadores das feiras, desde o início,em João Pessoa. “Sempre estive ao lado dos trabalhadores nesse projeto e continuo apoiando. Fico muito feliz ao ver que eles agora estão caminhando com seus próprios pés”, disse. (Coordenação da Coasp)

 A feira, em Sobrado, é coordenada pela Cooperativa da Agricultura e Serviços Técnicos do Litoral da Paraíba (Coasp), contrata pelo Incra para prestar assistência técnica a 1.040 famílias de 21 assentamentos da reforma agrária. Segundo o coordenador da Coasp, Rogério Leandro, as 15 famílias participantes são dos assentamentos Nova Vida e 21 de Abril, situados no município de Sapé.  “As 15 famílias levarão 600 quilos de alimentos tirados diretamente dos roçados para a mesa do consumidor”, disse Rogério.

Com essa iniciativa, em Sobrado, a Paraíba já tem mais de 40 feiras, com produtos sem nenhum tipo de veneno. “É uma iniciativa boa para os trabalhadores, já que não existe a figura do atravessador. Por outro lado, a feira traz vantagens para o consumidor, que tem produtos frescos a preços acessíveis e de boa qualidade, uma vez que são produzidos sem veneno”,explicou Rogério.

A exemplo das outras, a mais nova feira agroecológica, mantém o padrão nos produtos oferecidos à população com a comercialização de hortaliças, frutas, queijos, manteiga, doces, ovos, galinhas, garrafadas feitas com plantas medicinais, artesanato, mel, bolos, biscoitos, pamonha, canjica, tapiocas e beiju, entre outros produtos.

Fonte: http://www.deputadoestadual.freianastacio.com.br/

Orçamento Democrático Estadual (ODE) e a reeleição do Governador Ricardo Coutinho PSB

A democracia participativa tem sua digital bem gravada no resultado das eleições, na Paraíba. Ricardo Coutinho implantou o Orçamento Democrático, nos primeiros dias da sua primeira gestão, oportunizando vez e voz aos paraibanos de nossos 223 municípios, nas 14 regiões administrativas do Estado.

Desde então, em 2011, esse instrumento de diálogo permanente entre a sociedade civil e a administração foi responsável por importantes ações governamentais, em obras e serviços de interesse coletivo regional, em estrito respeito às demandas apontadas pela população, em 63 plenárias de audiência pública com o governador.

 Ricardo fez questão de, pessoalmente, participar de todos esses eventos, algumas vezes até tendo que ouvir impropérios, porém sem jamais se negar a escutar tudo e responder a todos, mas todos, mesmo.

A sedimentação dessa conquista paraibana foi decisiva no reconhecimento aos incontáveis investimentos públicos, nas cidades e na zona rural, atendendo às necessidades mais prementes, contemplando, desse modo, a melhoria da qualidade de vida de quem realmente mais carecia de atenção governamental.

Parceiros aliados nessa conquista, os conselheiros do OD Estadual foram agentes multiplicadores da importância do modelo de gestão então inaugurado, fortalecendo a premissa de empoderamento popular, que somente foi possível graças à decisão de um governante que tomou a iniciativa de governar com a participação decisiva da população que o elegeu. 

Aliás, o Orçamento Democrático é a própria digital desse governante destemido, audaz, realizador e, acima de tudo, compromissado com a promoção da cidadania dos seus conterrâneos. (Germano Barbosa)

Como conselheiro Regional representando o meu município de Aroeiras, me sinto honrado por fazer parte dessa mudança que está levando o nosso estado da Paraíba a escrever uma nova história participava, eu, João Ribeiro Alves (João do Violão Presidente do PT de Aroeiras e Conselheiro Regional do  “ODE” e membro da comissão municipal da ASA PB contribuindo no projeto um milhão de Cisternas)

Edvaldo Rosas afirma que novo Governo de RC vai agregar a todos os aliados, Participação do PT na gestão de Ricardo Coutinho é conseqüência da aliança, afirma Jackson Macedo

O presidente do PSB da Paraíba, Edvaldo Rosas, comentou nesta terça-feira (28) sobre as novas alianças do partido e a provável participação do PT e do PMDB no Governo do Estado a partir de 2015.

“O novo Governo vai agregar a todo mundo. É importante falar com cada um”, disse o socialista. Especula-se que o petista, que foi candidato ao Senado, Lucélio Cartaxo possa assumir um cargo importante. Já no PMDB, o nome de Sales Galdêncio, ex-secretário da Educação no Governo de José Maranhão, ganha força.

Edvaldo também lembrou da relação com a Assembleia Legislativa e afirmou que no próximo mandato a relação deve ser melhor. “Vamos fazer um bom diálogo com o poder legislativo”.

O secretário de organizações políticas do PT, Jackson Macedo, conversou com o Portal Paraíba nesta terça-feira (28) e falou do futuro da aliança do partido com o PSB, do governador reeleito, Ricardo Coutinho (PSB). O petista afirmou que ainda não aconteceram reuniões com o Governo para definir funções da próxima gestão. “Vamos esperar o governador nos chamar”, colocou.

Entretanto, Jackson afirmou que a participação do PT na gestão estadual é conseqüência do que foi construído na campanha. “Essa é uma aliança para o futuro. Nós apostamos nesse projeto desde o começo e tivemos que lutar na justiça com o diretório nacional”, declarou.

O petista lembrou da vinda de Dilma à Paraíba para apoiar Ricardo Coutinho no segundo turno e apontou que aquele momento foi a vitória dos petistas que apoiaram o governador desde o início. (Pedro Callado)

Fonte: http://www.paraiba.com.br/

Veja as diferenças entre plebiscito e referendo, que podem decidir reforma política

Do UOL, em São Paulo

De volta aos temas da reforma política: há também a ampliação ou redução do número de partidos políticos. Em 1995, para o então presidente do TSE, Carlos Velloso. Seis anos depois, o mesmo tema: 

para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a implantação da reforma seria uma forma de evitar a infidelidade partidária e a criação de partidos fisiológicos Leia mais Arte/UOL.

Em entrevista exclusiva à TV Band nesta terça-feira (28), a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) admitiu a possibilidade da reforma política ser elaborada por meio de um referendo. Desde o ano passado, em meio às manifestações contra a corrupção, a presidente vinha defendendo a realização de um plebiscito, mas encontrou resistência de parlamentares; a Câmara descartou a medida ainda em 2013 e o presidente do Senado, Renan Calheiros, também disse ser contra.

"Todos defendem a consulta popular. Seja na forma de referendo ou plebiscito. Eles desaguam em uma Assembleia Constituinte. Acho muito difícil não ser uma discussão interativa. Não sei a forma que vai ser, mas acho difícil não ser com consulta popular", afirmou Dilma ao jornalista Ricardo Boechat.

O plebiscito é uma consulta direta ao cidadão em que ele se manifesta sobre um assunto antes que uma lei sobre o tema seja estabelecida. Já o referendo também é uma forma de consulta ao cidadão sobre um determinado tema. No entanto, ocorre quando o povo é chamado a manifestar-se sobre uma lei após ela ter sido elaborada e aprovada pelos órgãos competentes do Governo nacional.

O primeiro plebiscito realizado no Brasil aconteceu em 6 de janeiro de 1963 e tinha o objetivo de ouvir os eleitores sobre a continuidade ou o fim do sistema parlamentarista de governo, instituído dois anos antes, depois que Jânio Quadros renunciou à presidência da República.

No dia 23 de outubro de 2005, o país participou do referendo sobre o desarmamento. Nele, a população foi às urnas para votar sobre a comercialização de armas de fogo no Brasil. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) foi a maior consulta popular do mundo, com cerca de 125 milhões de participantes.

Há uma terceira forma de consulta popular chamada iniciativa popular. É o direito que o cidadão brasileiro tem de apresentar projetos de lei para serem votados e eventualmente aprovados pelo Congresso Nacional. Para apresentar um projeto de lei é necessária a assinatura de 1% dos eleitores do país, distribuídos em pelo menos cinco Estados brasileiros.

Um dos projetos mais recentes foi o Ficha Limpa, que contou com a assinatura de mais de 1,6 milhão de brasileiros. Foi a pressão popular que fez com que fosse votado e aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado Federal.

'Não existe mito de que o Nordeste elegeu Dilma', afirma cientista político

O cientista Político, Flávio Lúcio, concedeu entrevista na manhã desta segunda-feira (27) para o Sistema Arapuan e afirmou que a divisão entre os votos de Aécio e Dilma para presidente do Brasil não foi regional, mas principalmente social.

Para o cientista, o grande descompasso na votação aconteceu em São Paulo, onde Aécio teve mais de 15 milhões de votos dos 51 milhões que teve em todo país.

“Esse mito de que o Nordeste elegeu Dilma não existe. A quantidade de votos que ela recebeu no Nordeste foi quase igual a que ela recebeu no Sudeste”, destacou o cientista e apontou que de todos os votos conquistados pela petista em todo o Brasil, 37% foram oriundos do Nordeste e 36,5% do Sudeste.

“O que existe é uma divisão de níveis sociais. Existe uma necessidade de Dilma se reconciliar com setores da Classe Média”, colocou. (Ricardo Coutinho e Dilma Ambos foram reeleitos)

Fonte: http://www.paraiba.com.br

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Oposição tem problema motivacional pela frente: Lula

Após a reeleição de Dilma Rousseff, partidos de oposição acreditam que, a partir do ano que vem, o ex-presidente Lula deve liderar com folga todas as pesquisas para a eleição de 2018.

"Nosso desafio é não limitar a oposição aos corredores do Congresso. Precisamos ir às ruas e dialogar com o eleitorado que votou na mudança", diz o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM)

Derrotados pela reeleição de Dilma Rousseff, partidos da oposição enxergam um novo problema motivacional pela frente. Segundo o colunista Bernardo Mello Franco, acreditam que, a partir do ano que vem, o ex-presidente Lula deve liderar com folga todas as pesquisas para a eleição de 2018.

Em entrevista após as eleições, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, deixou claramente registrado que esse é o sonho do partido e que, se dependesse de Lula, seria atendido.

Além disso, dizem que a divisão do país na eleição presidencial não vai se reproduzir no Legislativo, onde Dilma Rousseff continuará com maioria folgada: "Nosso desafio é não limitar a oposição aos corredores do Congresso. Precisamos ir às ruas e dialogar com o eleitorado que votou na mudança", diz o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

Fonte: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/158550/Oposi%C3%A7%C3%A3o-tem-problema-motivacional-pela-frente-Lula.htm

Jabor sugere que Brasil colocou “burrice” no poder

Em um artigo em que só escreve asneiras, colunista do Globo afirma que "nosso futuro será pautado pelos burros espertos, manipulando os pobres ignorantes.

 Nosso futuro está sendo determinado pelos burros da elite intelectual numa fervorosa aliança com os analfabetos"; ele acrescenta: "O diabo é que a burrice no poder chama-se 'fascismo'"

Em sua coluna desta terça-feira 28, o colunista Arnaldo Jabor discorre sobre as diferenças entre a ignorância e a burrice e constata algumas grandes asneiras. Uma delas, que "mesmo inconscientemente, aqui e lá fora, a sociedade está faminta de algum tipo de autoritarismo". "Sente-se um vazio com a democracia", diz.

Segundo Jabor, "a burrice tem avançado muito" no Brasil, enquanto "a ignorância forma um contingente imenso de eleitores". Sobre as eleições, depois de falar que "Bush se orgulhava de sua burrice", afirma: "Aqui, também assistimos à vitória da testa curta, o triunfo das toupeiras".

"Nosso futuro será pautado pelos burros espertos, manipulando os pobres ignorantes. Nosso futuro está sendo determinado pelos burros da elite intelectual numa fervorosa aliança com os analfabetos. Como disse acima, a liberdade é chata, dá angústia. A burrice tem a 'vantagem' de 'explicar' o mundo. O diabo é que a burrice no poder chama-se 'fascismo'", constata.

Seminário em Lagoa Seca-PB discutirá os transgênicos e a ameaça à agrobiodiversidade

Com o objetivo de refletir sobre a atual conjuntura das políticas de sementes no Brasil e aprofundar o debate sobre os transgênicos e suas ameaças às sementes crioulas, será realizado no Centro de Eventos Marista em Lagoa Seca, na Paraíba, nos dias 30 e 31 de outubro, o Seminário “Os transgênicos e as ameaças às sementes da paixão”.

As “Sementes da Paixão” foi como ficaram conhecidas na Paraíba as variedades crioulas, multiplicadas e conservadas pelas famílias ao longo dos séculos, constituindo um patrimônio genético da agricultura camponesa. O Seminário é uma iniciativa da Comissão de Sementes do Polo da Borborema.

Participarão da atividade mais de 60 pessoas, vindas de várias regiões do estado, entre elas representantes da Rede de Sementes da Articulação do Semiárido Paraibano (ASA Paraíba) e da Comissão de Jovens do Polo da Borborema. O evento acontece dentro do processo de preparação da VI Festa Estadual das Sementes da Paixão, que acontecerá na Paraíba em 2015 e conta com o apoio do Projeto Sementes do Saber, cofinanciado pela União Europeia.

A programação terá início às 9h da quinta-feira, 30 de outubro, com uma exposição sobre o contexto atual da política de sementes. Será abordado o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo) e suas oportunidades e desafios, para o trabalho de fortalecimento da produção de sementes crioulas no Semiárido Paraibano.

No período da tarde, será tratado o tema das sementes transgênicas e as ameaças as variedades crioulas, as “sementes da paixão”. “O que são transgênicos? A quem interessa os transgênicos? Como são produzidas as sementes transgênicas?

Quais são os resultados obtidos em campo com o plantio dos transgênicos?”, são algumas das questões que serão levantadas. Esse momento será seguido de um debate sobre o que pode ser feito para preservar as sementes da paixão livres da contaminação das sementes transgênicas.

Testes de contaminação - O segundo dia do evento será dedicado à realização de testes a partir das amostras de milho trazidas por representantes dos vários bancos de sementes comunitários do estado da Paraíba. A ideia é montar uma estratégia de produção de sementes livres de transgênicos.

“O teste é feito em mais ou menos 10 minutos, a técnica consiste em triturar os grãos com água em um liquidificador e colocar em contato com uma solução aquosa até diagnosticar por meio do auxílio de uma fita sensível o resultado como positivo ou negativo da contaminação por transgênico”.

Explica Emanoel Dias, assessor técnico da AS-PTA Agricultura Familiar e Agroecologia que acompanha o trabalho da Comissão de Sementes do Polo. Em seguida, serão entregues certificados aos agricultores e agricultoras guardiãs das sementes livres de contaminação dos transgênicos. O evento será encerrado com um trabalho em grupo que vai levantar estratégias para continuar o monitoramento da contaminação dos transgênicos nos diferentes territórios de atuação da ASA Paraíba.

Riscos à Agrobiodiversidade - De acordo com Gabriel Fernandes, assessor técnico da AS-PTA e coordenador da Campanha “Por um Brasil Ecológico, Livre de Transgênicos e Agrotóxicos”, quem compra uma semente transgênica fica proibido de replantá-la, devendo comprar sementes a cada novo plantio, tendo a sua liberdade e sua autonomia ameaçadas: “Para garantir essa dependência as empresas patentearam essas sementes modificadas, se tornando ‘donas’ delas.

Não contentes, querem ainda liberar as sementes estéreis, ou seja, aquelas que produzem grãos que não são capazes de nascer novamente. Os transgênicos só reforçam o modelo de desenvolvimento baseado na monocultura, na simplificação e na uniformização dos ambientes. O que, com certeza, vai fragilizar os cultivos, deixando-os mais vulneráveis ao ataque de pragas e doenças e aos períodos de seca”, explica.

Programação; 30 de outubro; 9h – Mística de abertura, apresentação dos participantes; 9h30 – Contexto sobre a atual conjuntura da política de sementes; 12 – Almoço14h – Os transgênicos e as ameaças às sementes da paixão; 17h – Encerramento; 31 de outubro; 8h – Realização dos testes de contaminação com as variedades de milho trazidas dos diferentes BSC. 10h – Trabalho em Grupo: Definir estratégias para monitoramento da contaminação dos transgênicos nos diferentes territórios de atuação da ASA Paraíba; 13h – Encerramento.

Fonte: ASA PB

Deputado diz que eleição de Ricardo e Dilma mostram triunfo do povo sobre a elite política

A vitória de Ricardo foi o triunfo do povo contra uma elite política que só serve a si próprio e aos seus”. Foi com essa afirmação que o deputado estadual eleito Jeová Campos (PSB) avaliou o final das eleições e a vitória do candidato ao governo do Estado, Ricardo Coutinho (PSB), nas urnas neste último domingo (26).

Para o parlamentar, a população paraibana mandou um recado para os políticos - principalmente os mais velhos e tradicionais do Estado – que acompanharam o candidato Cássio Cunha Lima (PSDB) durante toda a eleição.

Essa mensagem foi a de que o povo está cansado de falácia. “O povo quer ver resultados”, comentou Jeová, que já na noite deste domingo, dia do pleito, recebeu duas ligações do governador reeleito agradecendo a campanha que foi feita no sertão, inclusive pela reeleição da presidenta Dilma Rousseff.

Jeová, inclusive, compartilha da mesma impressão de vitória do povo em relação às eleições presidenciais. Segundo ele, embora já sejam 12 anos de governo do Partido dos Trabalhadores (PT) – iniciado em 2002 com Lula – o apoio, novamente, da elite política e de sistemas de comunicação ao candidato Aécio Neves (PSDB), colocou dificuldades à reeleição da presidenta.

“Ela lutou contra a elite política e contra um grande sistema de comunicação que queriam derrubá-la. A sua vitória, portanto, também foi a vitória do povo que a reconduziu ao cargo de presidenta pelos avanços que seu governo proporcionou na vida das pessoas e da sociedade brasileira como um todo”, avaliou ele.

O deputado eleito lembrou que a presidenta terá desafios importantes pela frente, afinal, a palavra “mudança” foi uma das mais pronunciadas em toda a campanha dos dois candidatos. “O povo quer que ela faça mudanças e cobrará por elas. Em primeiro lugar, ela terá que fazer a reforma política.

É um grande desafio, mas ela terá que encontrar um caminho para esse entendimento”, afirmou Jeová Campos. O parlamentar eleito no pleito do dia 05 de outubro acompanhou a apuração dos votos do segundo turno em Cajazeiras, na casa dos pais e depois saiu às ruas para comemorar a vitória de seus candidatos e a sua própria reeleição.


“Neste domingo é que comemorei efetivamente a minha vitória, por que além do mandato que é importante como instrumento de trabalho e busca efetiva por melhorias, ganhamos a eleição com Ricardo e Dilma”, destacou Jeová essa semana manterá agenda também na capital paraibana. (Assessoria)

Fonte: www.pbagora.com.b

domingo, 26 de outubro de 2014

Justiça concede direito de resposta a Dilma Rousseff no site da Veja

Reportagem da revista afirma sem ter nem uma prova de que Dilma e Lula sabiam de corrupção na Petrobras

O ministro Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu na noite do sábado direito de resposta à campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) no site da revista Veja.

O pedido foi apresentado pela coligação "Com a Força do Povo", de Dilma, após publicação de reportagem que afirma que, segundo depoimento do doleiro Alberto Youssef à Polícia Federal e ao Ministério Público, ela e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinham conhecimento do esquema de corrupção na Petrobras. Ambos negam as acusações.

Para Gonzaga, é “fácil perceber que a revista Veja desbordou do seu direito de bem informar para, de forma ofensiva e sem qualquer cautela, e transmitir ao seu grande público, em tom de certeza, acusação de que Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva tinham ciência de fato criminosa sobre um dos badalados temas desta campanha presidencial” Algo que acontece em tempos de eleições para prejudicar um determinado candidato.

De acordo com o ministro, a publicação imediata do direito de resposta deve ser feita “independentemente de eventual recurso”, “no mesmo lugar e tamanho em que exibida à capa do periódico". A Veja já recorreu da decisão no Supremo Tribunal Federal (STF).

Ainda segundo Gonzaga, "o direito de resposta não possui contornos de sanção, mas o exercício constitucional da liberdade de expressão, por meio do mesmo veículo, conquanto se aviste ofensa grave e/ou afirmação sabidamente inverídica”.

Sobre o pedido da coligação para que o direito de resposta fosse publicado também na versão impressa da revista – e, ainda, em uma tiragem extra destinada a assinantes –, o ministro determinou que isso será decidido pelo plenário do TSE.

A decisão do ministro já traz o texto que deverá ser divulgado pelo site da Veja, adaptado pelo ministro. Segundo Gonzaga, a resposta enviada inicialmente pela campanha de Dilma “não se ajusta ao exercício desse direito, porquanto impregnados de expressões impertinentes, e que assim merecem decotes para não render ensejo a novo pedido de direito de resposta”. Leia a íntegra do direito de resposta definido pelo ministro:

DIREITO DE RESPOSTA; Veja veicula a resposta conferida à Dilma Rousseff, para o fim de serem reparadas as informações publicadas na edição nº 2397 - ano 47 - nº 44 - de 29 de outubro de 2014. A democracia brasileira assiste, mais uma vez, a setores que, às vésperas da manifestação da vontade soberana das urnas, tentam influenciar o processo eleitoral por meio de denúncias vazias, que não encontram qualquer respaldo na realidade, em desfavor do PT e de sua candidata.

A Coligação "Com a Força do Povo" vem a público condenar essa atitude e reiterar que o texto repete o método adotado no primeiro turno, igualmente condenado pelos sete ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por terem sido apresentadas acusações sem provas.

A publicação faz referência a um suposto depoimento de Alberto Youssef, no âmbito de um processo de delação premiada ainda em negociação, para tentar implicar a Presidenta Dilma Rousseff e o ex- Presidente Luiz Inácio Lula da Silva em ilicitudes.

Ocorre que o próprio advogado do investigado, Antônio Figueiredo Basto, rechaça a veracidade desse relato, uma vez que todos os depoimentos prestados por Yousseff foram acompanhados por Basto e/ou por sua equipe, que jamais presenciaram conversas com esse teor. (Terra)


Fonte: http://www.maispb.com.br/

Luciano Cartaxo vota e diz que acredita na vitória de Dilma e RC

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) votou na manhã deste domingo (26) na Escola Estadual de Ensino Médio Professor Matheus Augusto de Oliveira, na Avenida Minas Gerais, 461, no Bairro dos Estados.

Ele estava acompanhado da primeira-dama, Maísa Cartaxo, que vota na mesma zona eleitoral, e do ex-candidato a senador pelo PT, Lucélio Cartaxo, além do vereador Benilton Lucena (PT).

O petista disse estar confiante com o resultado das urnas baseado na força do trabalho bem feito do governador Ricardo Coutinho (PSB) e da presidente Dilma Roussef (PT).

“A expectativa é a melhor possível, exercer o meu direito de cidadão e confiante no trabalho que foi feito no primeiro e no segundo turno, confiante na vitória de Ricardo e Dilma”, destacou Luciano.

O prefeito comentou que se reuniu com a Emlur para manter a cidade limpa durante as eleições, fato que está sendo constatadonesta manhã na Capital.

“A cidade amanheceu limpa, no primeiro turno orientamos a Emlur para fazer um trabalho preventivo de limpeza para não ter o problemas da eleição passada”, salientou Cartaxo.

Luciano Cartaxo emendou: "O mais importante é que o cidadão saia da sua casa consciente de sua obrigação e do seu voto e que ele faça uma escolha baseada nas suas necessidades buscando o melhor para a Paraíba e para o Brasil", disse.

Depois de votar, Luciano e Lucélio seguem para a Fundação Casa de José Américo, no Cabo Branco, onde acompanham a votação do governador e candidato à reeleição, Ricardo Coutinho (PSB), prevista para ocorrer por volta das 10h.

Já Lucélio vai votar ao meio-dia, na Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal (APCEF), localizada na Rua João Cirilo Silva S/N, no Altiplano. O petista recebeu mais de 500 mil votos no primeiro turno, quando disputou uma vaga de senador.

O prefeito revelou que após acompanhar o voto dos companheiros, vai acompanhar a apuração em casa, com a família, mantendo uma tradição das suas disputas eleitorais. Vanessa de Melo com informações de Henrique Lima; (PB Agora)


 Fonte: http://www.pbagora.com.br/

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Ibope: Dilma abre 42 pontos no NE e Aécio lidera no SE

A candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, passou de 56% para 68% dos votos  totais no Nordeste, abrindo 42 pontos de vantagem  sobre o concorrente do PSDB, Aécio Neves.

 É a região do País onde a diferença entre os dois adversários é a maior. O tucano caiu em todas as regiões, menos no Sudeste - a única em que lidera com vantagem acima da margem de erro: 47% a 39%. A petista subiu 14 pontos no Sul, 6 no Norte/Centro-Oeste e oscilou 1 ponto para cima no Sudeste.

Os dois presidenciáveis estão tecnicamente empatados no Norte/Centro-Oeste (Dilma 47%, Aécio 45%) e no Sul (46% a 45%, respectivamente). A avaliação da gestão Dilma também melhorou: a parcela da população que considera o governo ótimo ou bom passou de 43% para 45%. Já os que veem a gestão como ruim ou péssima passaram de 25% para 23%.

O desempenho pessoal da presidente é aprovado por 56% dos eleitores. A pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo entrevistou 3.010 eleitores entre 20 e 22 de setembro em 203 municípios de todo o País.A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, em um nível de confiança estimado de 95%.

Ou seja, se fossem feitas 100 pesquisas idênticas a esta, 95 deveriam apresentar resultados dentro da margem de erro. A pesquisa foi registrada na Justiça eleitoral com o número BR-01168/2014. (Portal A Tarde com Estadão) 

Fonte: http://www.pbagora.com.br/

Agricultores do Agreste Paraibano conhecem experiências de convivência com o Semiárido em Apodi-RN

Centrac; Apodi – RN; Grupo conheceu experiências no Rio Grande do Norte

No dia 14 de outubro, 40 agricultores e agricultoras dos municípios paraibanos de Aroeiras, Itabaiana e Mogeiro participaram de uma visita de intercâmbio em Apodi, no Alto Sertão do Rio Grande do Norte. O intercâmbio tem o objetivo de incentivar a troca de experiências entres os agricultores e agricultoras, valorizando o saber popular e fortalecendo assim a convivência com o Semiárido.

 A atividade faz parte do processo de formação do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) que viabiliza implementações para captação de água da chuva voltadas para a produção de alimentos e a criação de animais em todo o Semiárido Brasileiro.

Durante a manhã, os agricultores/as visitaram o Assentamento Moacir Muniz, localizado em Apodi, onde conheceram experiências de manejo da caatinga, produção de mel e luta pela terra. O Assentamento tem uma área aproximada de 6.000 hectares onde vivem 22 famílias, em um total de 144 pessoas, organizadas em grupos de jovens e grupos de mulheres, entre outros. 
 José de Holanda, presidente do Assentamento, recebeu o grupo de agricultores/as dando as boas-vindas: “É um prazer receber vocês.

Estamos tentando conviver com o Semiárido, é uma luta grande. Há 17 anos que batalhamos por está terra, por água, energia elétrica. Nós descobrimos que tínhamos potencial fazendo intercâmbio, assim como vocês estão fazendo hoje”, comentou. Seu José de Holanda contou como foi a luta pela posse da terra que conquistaram em 1998 com ajuda de parceiros como sindicato rural, Comissão Pastoral da Terra e outros.

Segundo ele, os assentados foram se organizando e aprendendo a conviver em uma região seca: “com as experiências descobrimos que temos potencial, estamos com quatro anos de seca, mesmo assim estamos resistindo. Antes tínhamos que pedir para comer e hoje nos assentados não passamos mais por estas dificuldades” ressalta.

Durante a visita ao Assentamento, os agricultores e agricultoras puderam ver como é o manejo da caatinga a exemplo do plantio consorciado que consiste em plantar duas culturas em uma mesma área. A rotatividade de culturas foi outra experiência vista onde os assentados costumam diversificar o plantio não plantando a mesma cultura no mesmo terreno por vários anos seguidos.

 Segundo eles, não fazendo isto a terra fica fraca de nutrientes e as pragas resistem mais. Outro ponto visto foi o rebaixamento da vegetação que consistem em podar as árvores em uma altura que os animais possam comer as folhagens.

Está prática além de alimentar os animais faz com que a plantas se desenvolva mais e “é uma forma de eliminar o efeito sanfona, “engorda-emagrace”, pois quando chove tem ração para os animais e no período seco se não fizermos isto o animais ficam abatidos” ressalta João Holanda.

Além destas práticas, os agricultores também conheceram as práticas do raleamento e do ilheramento e a construção de silos para armazenamento de forragem. Ainda no Assentamento os agricultores visitaram a construção da casa do mel. A produção apícula é muito forte no assentamento, todo o mel recolhido é vendido para cooperativas da região.

Na parte da tarde os agricultores/as visitaram a Cooperativa Potiguar de Apicultura de Desenvolvimento Rural Sustentável (COOAPAPI), que é formada por agricultores e produz mel, castanha, hortaliças, algodão.

Os visitantes conheceram as formas de organização da cooperativa. Segundo o presidente Marcos de Souza, a cooperativa além de comercializar os produtos, também disponibiliza o espaço da Estação Digital para os cooperados, que atualmente são cerca de 300.

Outra cooperativa visitada foi a de beneficiamento da castanha do caju, a Cooperativa Central da Agricultura Familiar do Rio Grande do Norte (COOAFARN), formada por um grupo de jovens. Os agricultores conheceram passo a passo o processo de beneficiamento desde a seleção até embalagem da castanha.

O intercâmbio foi finalizado com um momento de avaliação, José Wellington, membro da Comissão Pastoral da Terra (CPT) destacou a importância da visita a Apodi:

“nesta região as experiências de agricultura familiar servem como exemplo para todo o Brasil, primeiro porque prezam pela coletividade e segundo porque criaram um mercado aqui em Apodi para estes produtos”, ressalta. Os agricultores foram provocados com as seguintes questões: o que nos chamou a atenção? O que temos em comum? O que vamos levar pra nossa região?

A agricultora Simone de Menezes, do município de Aroeiras, ressaltou que o que temos de comum é a luta pela convivência, a força de vontade, já o agricultor seu Manoel Antonio de Itabaiana comentou que o que lhe chamou a atenção foi à resistência, pois mesmo sendo uma região tão seca.

Os agricultores de Apodi souberam reaproveitar o que se tem e se organizar buscando alternativas para viver melhor. O agricultor Crizante Muniz de Itabaiana, afirmou que ficou surpreso com o bom uso que eles fazem da terra “este intercâmbio foi uma lição de sabedoria para nós de como lidar com a seca e tirar o fruto da terra, vamos levar estas experiências e adaptar a nossa região”, finalizou.

Fonte: http://www.asabrasil.org.br/