terça-feira, 30 de setembro de 2014

Qual é a sua explicação Maranhão? Na tela da Globo

Triangular:

Com o título ´morde o rabo´, a nova edição da revista Época noticia que a Construtora Coesa “doou R$ 1 milhão à campanha de José Maranhão a senador pelo PMDB da Paraíba. Se for eleito, sua suplente será a deputada Nilda Gondim (PMDB), mãe do senador Vital Filho (PMDB), presidente da CPI da Petrobras”.

Segue a revista: “A Coesa é uma das empreiteiras citadas na Operação Lava Jato, que motivou a abertura da CPI. Vital não se manifestou”. Sonegação:

Por sua vez, a revista IstoÉ publicou que “a Justiça Federal da Paraíba deve julgar em breve o processo que acusa o ex-senador Wilson Santiago (PTB) de passar empresas para o nome de ´laranjas´ e sonegar cerca de R$ 30 milhões à Receita Federal”. Desenganado:

Outra publicação, o Jornal de Brasília, noticiou que “sem ter conseguido alçar voo nas pesquisas eleitorais da disputa ao Senado na Paraíba, o candidato Wilson Santiago (PTB) virou um político angustiado e faz confissões que deveria não fazer. Diz abertamente ter dado 20 milhões de argumentos ao senador Cássio Cunha Lima para apoiá-lo, e nem assim vencerá as eleições”. Pular fora:

Conclui a nota: “Indignado, prega aviso: no segundo turno das eleições ao governo paraibano, não subirá no palanque de Cássio, apoiará a reeleição do governador Ricardo Coutinho”. Desmentido:

Ontem, através de sua assessoria, Santiago divulgou nota desmentindo as informações veiculadas originariamente na mídia nacional. Dupla vitória:

“Fizemos uma aliança política e não eleitoreira, e estamos juntos no projeto de mudar e melhorar a Paraíba e a vida dos paraibanos", acentua Wilson, acrescentando que "os adversários que espalham o boato de que não subirei ao palanque no 2º turno já estão antevendo que não haverá 2º turno, porque Cássio e eu ganharemos a eleição no próximo domingo". Desconstrução:

A nota rotula as notícias de boatos "já suspeitos pela origem", pois “nasceram em fontes governistas e são divulgados por pessoas ligadas à mídia e às estruturas do governo”. “Chapa fechada”:

Por fim, uma declaração de Cássio sobre o assunto: “Temos uma chapa fechada. Em todos os comícios e no guia eleitoral peço votos para Wilson todo dia, da mesma forma que ele pede votos para nossa candidatura e nosso projeto. Wilson é o nosso senador". Carreatas:

 Surpreendeu – para o histórico do candidato – a carreata realizada por Ricardo Coutinho sábado em Campina, até o momento em que a chuva permitiu. Agora, como se esperava, a comandada por Cássio no domingo foi imensurável. Palanque:

“Tem candidato em Campina que pensa que a cidade é dele. Mas os campinenses vão dar uma resposta a ele no dia 5 de outubro”. Ricardo Coutinho durante a carreata. Azedou:

Foi apimentado o bate-boca virtual entre o vice-prefeito campinense Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB) e o vereador Murilo Galdino (PSB-CG), através das redes sociais. É hoje!

O mais relevante e decisivo evento da atual campanha ocorre hoje à noite, através das TVs Cabo Branco e Paraíba. O último e mais assistido debate terá um peso singular, principalmente para o expressivo universo de eleitores que ainda estão indecisos, ou até mesmo para reverter eleitores inclinados ao voto em branco ou nulo.

O debate cresce de importância em decorrência das mais recentes pesquisas, que sinalizam um acirramento da disputa entre Ricardo e Cássio e uma incógnita quanto à realização ou não do 2º turno.

Fonte: http://www.jornaldaparaiba.com.br

EFPT realiza capacitação de implantação de viveiro de mudas no município de Novo Oriente

Ivanilde Lopes - Comunicadora popular da ASA; Novo Oriente – Piauí; Agricultores/as participam de capacitação em viveiro de mudas. Foto: Ivanilde Lopes; Plantio das mudas de tamarindo, limão doce, aroeira, catingueira, entre outras. | Foto: Ivanilde Lopes.

A Escola de Formação Paulo de Tarso (EFPT), realizou  a segunda etapa de capacitação para a implantação do viveiro de mudas, na escola municipal Dona Adelaide de Sousa Martins, no município de Novo Oriente, no último dia 19.

O evento contou com a participação de  agricultores (as), estudantes e professoras, que irão cuidar do viveiro. Esta foi mais uma ação do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), executado pela Escola de Formação Paulo de Tarso (EFPT), na região de Valença do Piauí.

A capacitação e implementação do viveiro de mudas foi assessorada pelos coordenadores técnicos do P1+2, Genival Araújo e Álvaro Ramos, que utilizaram da metodologia sócio construtiva despertando nos participantes novas técnicas produtivas, que serão utilizadas nos cuidados com o viveiro de mudas.

O início da capacitação se deu com informações relacionadas ao patrimônio genético e a importância da manutenção e resgate das árvores frutíferas e medicinais da flora nativa.

No segundo momento da capacitação foi realizada uma visita de intercâmbio a escola municipal Liberato Vieira, na comunidade Brejo da Fortaleza, em Ipiranga do Piauí, que também foi beneficiada em 2012 com a implantação de um viveiro de mudas.

Na continuação da capacitação foram desenvolvidas práticas onde os participantes colocaram a mão na massa e desempenharam com grande êxito técnicas da construção, cobertura, nivelamento do viveiro, produção de composto orgânico, defensivos naturais e adubos utilizados para a produção das mudas.

Tudo foi feito de maneira ecológica, dando um grande incentivo para o não desperdício de produtos que são muitas vezes desperdiçados nos tratos culturais.

Uma vez construído, o viveiro ficará à disposição de todos os moradores/as do município, para trabalharem juntos na plantação de sementes e também na distribuição para arborização das vias municipais, e recuperação das matas ciliares do riacho São Vicente.

Foram utilizados no plantio das mudas sacos plásticos reciclados (sacos de arroz, massa de milho, café), além da cinza, esterco de bode e a terra vegetal. Entre as culturas plantadas estão o tamarindo, limão doce, aroeira, catingueira, acácio, pau-ferro, pau-brasil, entre outras variedades nativas e comuns que somaram ao todo cerca de 70 mudas de 14 variedades diferentes.

O encerramento foi feito com uma breve reflexão sobre a parceria da EFPT, agricultores(as), estudantes, pais, corpo docente, secretaria de agricultura e educação, onde os próprios agricultores(as) valorizaram essas parcerias, destacando a sua importância.

Na sequência foram feitos os encaminhamentos e avaliação da capacitação, ficando selado o compromisso de todos os participantes de comprometimento com a obra.

Fonte: http://www.asabrasil.org.br/

Datafolha: eleição pode acabar no primeiro turno

"Assim como não podemos descartar a ida de Aécio Neves (PSDB) para o segundo turno, também não podemos dizer que não haverá uma resolução da eleição já na primeira fase", disse o diretor do Datafolha, Mauro Paulino, sobre a vantagem da presidente Dilma Rousseff.

Na última pesquisa do instituto, divulgada na sexta-feira, a candidata do PT à reeleição aparece com 40% das intenções de voto, Marina Silva, do PSB, com 27%, e Aécio Neves com 18%

Segundo o diretor do Datafolha, Mauro Paulino, a eleição à Presidência pode acabar já no 1° turno, com vitória da presidente Dilma Rousseff:

"Assim como não podemos descartar a ida de Aécio Neves (PSDB) para o segundo turno, também não podemos dizer que não haverá uma resolução da eleição já na primeira fase", disse ele no programa "Canal Livre", da TV Bandeirantes, no domingo à noite.

Na última pesquisa Datafolha, divulgada na sexta-feira (26), a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, aparece com 40% das intenções de voto, Marina Silva, do PSB, com 27%, e Aécio Neves, do PSDB, com 18%.

A vantagem de Dilma sobre Marina no primeiro turno aumentou em relação à pesquisa anterior, divulgada no dia 19, na qual Dilma aparecia com 37% e Marina com 30%. Aécio estava com 17% das intenções de voto.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT alcançaria 47%, contra 43% da candidata do PSB, o que configura empate técnico considerada a margem de erro de 2 pontos percentuais. Na semana passada, Marina tinha 46% e Dilma, 44%.

Em uma possível disputa entre Dilma e Aécio, a petista venceria por 50% a 39%. Na semana passada, Dilma tinha 49% e Aécio, 39%

Fonte: http://www.brasil247.com

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Em nova pesquisa CNT/MDA, Dilma vence Marina em simulação do 2º turno

Em nova pesquisa CNT/MDA, Dilma vence Marina em simulação do 2º turno

Do BOL, em São Paulo; 28. Set.2014 - Candidatas Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSDB) participam do debate organizado pela TV Record

A presidente Dilma Rousseff (PT) aumentou a vantagem sobre a candidata Marina Silva (PSB) no primeiro turno da disputa presidencial em 2014 e, pela primeira vez, venceria a adversária no 2º turno, aponta pesquisa encomendada pela CNT (Confederação Nacional dos Transportes) junto ao instituto MDA e divulgada nesta segunda-feira (29).

Segundo informações divulgadas pelo jornal Folha de S.Paulo, no 1º turno Dilma obteve 40,4% das intenções de voto, um crescimento de 4,4 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior. Marina aparece agora com 25,2%, contra 27,4% da semana passada. As duas são seguidas pelo tucano Aécio Neves, que subiu de 17,6% para 19,8%.

Na simulação do segundo turno, Dilma aparece com 47,7% das intenções de voto, enquanto Marina tem 38,7%. Na rodada anterior, divulgada há uma semana, a petista tinha 42% dos votos contra 41% da ex-ministra do Meio Ambiente, considerado um empate técnico.

Em um possível 2º turno entre Dilma e Aécio, a vantagem petista também está maior: 49,1% contra 36,8% (na pesquisa anterior, a petista tinha 45,5%, e o senador tucano tinha 36,5%).

Ainda no primeiro turno, os votos brancos e nulos somaram 5,9%. Não sabem em quem votar ou não responderam correspondem a 6,4% dos entrevistados. Houve queda em ambos os casos.

A pesquisa CNT/MDA também perguntou sobre a rejeição de cada um dos candidatos. No caso da presidente Dilma, 41,1% dos entrevistados não votariam nela de jeito nenhum. Marina é rejeitada por 42,5% dos eleitores, e Aécio, 42,6%

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 e 28 de setembro com 2.002 eleitores, registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o código BR-00892/2014. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. A pesquisa anterior foi feita entre os dias 20 e 21 de setembro de 2014. (Com informações da Folha de S.Paulo)

Fonte: http://noticias.bol.uol.com.br

Mulherada troca experiências em intercâmbio durante o I Primeiro Encontro Nacional de Agricultoras Experimentadoras

Mayara Albuquerque - comunicadora popular da ASA; Juazeirinho | PB; Dona Maria José explica como funciona o Biodigestor / Foto: Mayara Albuquerque; Dona Maria recebe agricultoras de todo o Semiárido para troca de experiências / Foto: Mayara Albuquerque.

“Onde as mulheres estão nos espaços de trabalho da propriedade?”, essa foi a pergunta que conduziu o debate da oficina “Pequenas Criações”, no I Primeiro Encontro Nacional de Agricultoras Experimentadoras que aconteceu em Lagoa Seca, na Paraíba, entre os dias 23 e 24 de setembro.

É consenso que o “trabalho pesado” é mais destinado aos homens, mas as mulheres não deixam de fazê-lo se o companheiro está ausente. A cerca quebrou, e agora? Alguns vão dizer que o “homem da casa” vai consertá-la, mas bobagem, mulheres também consertam e muito bem.

Sim, a mulher ajuda o homem em todas os espaços da propriedade - de cuidar do roçado até levar água e comida para os animais, ela está presente em todos os processos. Mas, ajudar é a palavra certa mesmo? Claro que não, a palavra certa é trabalho.

Ela não ajuda o seu companheiro, ela trabalha junto com ele. “Ali também tem o trabalho dela, ela tem que defender. A maioria das nossas mulheres baixa a cabeça, tem medo”, afirma a técnica Gilvânia Freitas. 

Infelizmente a divisão de tarefas ainda é desigual e a mulher trabalha bem mais que o homem, como bem disse a comunicadora popular Kátia Gonçalves, “a mulher é a última que dorme e a primeira que acorda”.

Na comunidade Riacho do Meio, em Juazeirinho, Maria José, paraibana arretada, tem o apoio do companheiro em todas as atividades. É que Maria não fica calada quando percebe que algo tá errado, na sua casa todos contribuem - marido, filhos e a mãe. Maria é tão danada, que tinha um touro, o Bordado, que só obedecia a ela, daí tiveram que vendê-lo porque o touro quase mata o Carlos, seu marido, por duas vezes. 

Com a seca arrochando, Maria e Carlos, resolveram vender uma parte do gado e investir em pequenas criações. Para Maria, a decisão de voltar a cuidar de ovelhas, cabras e galinhas fortaleceu muito o orçamento familiar porque eles não precisam comprar ovos e carne fora e ainda sabem que o que consomem é saudável e a agricultora ainda produz manteiga e queijo e vende leite.

E a família não precisa comprar milho, maracujá, mamão, feijão, jerimum, quiabo, como também não compram remédios porque as nove variedades de plantas medicinais que estão aos arredores de casa contribuem para cuidar da saúde dos filhos e da mãe.

O que mais encantou a mulherada que participou do intercâmbio na casa de dona Maria José foi a reutilização da água e o biodigestor. É que a família segue fortemente o pensamento do químico Antoine Lavoisier: “Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Lá nada é desperdiçado, tudo é (re) aproveitado.

Toda a água é reutilizada, da pia, lavanderia, e sobre o biodigestor, uma vez a agricultora recebeu uma vizinha que vendo a tecnologia perguntou, “você aproveita até a merda do animal?”. Sim, por que não? 

Foi graças às invenções do casal para reutilizar a água que a família conquistou, através do PATAC, um sistema simplificado de manejo da água e o biodigestor.  E conquistará muito mais porque a força da dona Maria é infinita.

Fonte: http://www.asabrasil.org.br/

Luciano Cartaxo vai às ruas e participa de atividades de campanha de Lucélio, candidato ao Senado

Prefeito da capital tem aproveitado os horários fora do expediente para intensificar participação na campanha

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), participou, na manhã desta segunda-feira (29), de atividade de campanha nas ruas da capital.

Ao lado do irmão Lucélio Cartaxo, que disputa o Senado pelo PT, Luciano Cartaxo fez panfletagem na Avenida Epitácio Pessoa, onde pediu votos para os candidatos de sua coligação.

Cartaxo tem aproveitado os horários fora do expediente para intensificar sua participação na campanha em favor da presidente Dilma, do governador Ricardo e do irmão Lucélio Cartaxo.

Nas primeiras horas da manhã, o prefeito tem feito panfletagens nas principais avenidas da cidade, enquanto que no período noturno, participa de caminhadas ao lado da militância. (MaisPB com assessoria)

Fonte: http://www.maispb.com.br/

Consulta Popular emite manifesto a favor de reeleição

Composta por militantes de diversos movimentos sociais, a Consulta Popular divulgou nota pública em apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) e a candidatos a deputado que integram a coligação “A Força do Trabalho”. A nota foi publicada no sábado (27), no site oficial da Consulta.
 
A nota prega ainda voto contrário à candidatura de Cássio Cunha Lima (PSDB), a quem o movimento chama de representante do “coronelismo eleitoral”. “Nosso objetivo principal na disputa para o Governo do Estado é derrotar a candidatura do PSDB tendo como representante Cássio Cunha Lima.

“Esta candidatura, além de ser a representante estadual do projeto neoliberal em nível nacional, representa a volta do coronelismo eleitoral, do sucateamento dos serviços públicos e da paralisia de quaisquer políticas públicas”, diz o texto da Consulta.
 
“Desde o período da abertura democrática na década de 1980, a família Cunha Lima se mantém no poder institucional. É tarefa central das forças populares derrotar esta candidatura”, completa.

Para os integrantes da Consulta Popular, Ricardo Coutinho é a melhor opção para a Paraíba. “Identificamos que para derrotar a candidatura de Cássio é necessário indicar voto na candidatura do PSB/PT que tem como candidato Ricardo Coutinho.

Entendemos “que esta é a única candidatura que tem reais chances de derrotar a candidatura do PSDB no Estado da Paraíba”, finaliza o manifesto. Leia abaixo a íntegra do manifesto: "NOTA PÚBLICA DA CONSULTA POPULAR NA PARAÍBA;

ELEIÇÕES 2014; A Consulta Popular na Paraíba vem por meio desta tornar pública sua posição sobre as eleições em 2014. Em nossos 17 anos de existência, temos apontado o esgotamento da via eleitoral para se alcançar as mudanças estruturais de que o Brasil necessita para superar sua condição de país subdesenvolvido do capitalismo periférico.

Temos recorrentemente afirmado a necessidade de que as forças populares centrem suas forças no trabalho de base, na organização política do povo brasileiro, na formação de lutadores e lutadoras e na luta de massas como caminho para mudar a correlação de forças e abrir espaço para o Projeto Popular para o Brasil, que contempla as reformas agrária, urbana, tributária, fiscal, política, entre outras.
 
As manifestações de junho e julho de 2013 foram a demonstração cabal de que o povo brasileiro urge por essas mudanças profundas. A despeito dos avanços conquistados nos últimos 12 anos nos governos Lula e Dilma, como o aumento real do salário mínimo, do poder de consumo da classe trabalhadora, da redução do desemprego, da priorização das relações Sul-Sul, entre outros, fica cada vez mais patente o esgotamento do projeto.

Neodesenvolvimentista em curso, pautado na conciliação de classes e na ausência das reformas estruturais. Ou tais transformações são assumidas enquanto compromisso com o povo brasileiro, ou veremos um retrocesso profundo com o retorno do projeto neoliberal pró-imperialista.

Essa é razão pela qual a Consulta Popular tem apontado como tática central a construção de uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político, que contribua para o processo de politização e organização das classes populares no cenário atual de retomada das lutas de massas.

Entendemos que uma reforma profunda do nosso sistema político é condição sine qua non para o destravamento das demais pautas da classe trabalhadora, impossível de serem capturados pelos setores conservadores de nossa sociedade, interessados em cooptar a disposição de luta dos brasileiros para sangrar o governo e restaurar a hegemonia neoliberal.

Por outro lado, entendemos que, mesmo diante de sérias limitações impostas pela forma como nosso atual sistema político se estrutura, a luta parlamentar ainda cumpre um papel na luta de classes, pois coloca em disputa uma parcela, ainda que bastante restrita, do poder político.

Nesse sentido, é importante que consideremos a relevância do pleito eleitoral de outubro e busquemos conquistar espaços que contribuam no processo de organização dos trabalhadores e na luta popular.

É partindo dessa análise que a Consulta Popular em sua plenária estadual definiu apoiar a reeleição do atual deputado federal Luiz Couto (PT), considerando seu manifesto e sincero compromisso com a organização do Plebiscito Popular por uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político e sua trajetória de luta em favor dos direitos humanos e dos interesses da classe trabalhadora paraibana.

Luiz é o único Deputado Federal que não está ligado a nenhuma das “tradicionais famílias” que exploram o povo paraibano tentando fazer do aparato estatal o “quintal de sua casa”. É importante combatente das milícias na polícia militar e ferrenho defensor dos direitos da criança e do adolescente, combatendo todos os projetos que tentam reduzir a maioridade penal.

Defende uma educação pública e de qualidade por isso luta no Congresso Nacional pela aplicação dos 10% do PIB para educação pública de maneira a valorizar o salário dos trabalhadores em educação e ampliar a infraestrutura das nossas escolas.
 
Do mesmo modo, compreendemos que a eleição para assembleia legislativa de mandatos com trajetórias de apoio aos movimentos e a luta dos setores populares precisa ser mantida e ampliada.


Nesse sentido, a Consulta declara apoio à reeleição do Deputado Estadual Frei Anastácio e indica voto também para as candidaturas de Anísio Maia e Marenilson Batista, por representarem setores com quem o campo do projeto popular mantém importante diálogo na construção de força social para barrar o avanço das forças neoliberais e realizar a reforma do sistema político.

O mandato do deputado estadual Frei Anastácio continua representando um apoio institucional fundamental na luta pela Reforma Agrária na Paraíba e a sua base social se organiza nos principais movimentos camponeses (CPT e MST).

Apoiar a sua reeleição é reafirmar o compromisso com a reforma agrária e com o combate às forças conservadoras do latifúndio e do estado mantenedoras das milícias que atuam na violência contra os/as trabalhadores/as rurais.
 
A indicação de voto para a reeleição de Anísio Maia é importante pela contribuição que o parlamentar deu no campo sindical, dos direitos trabalhistas e de outros setores urbanos como a luta pelo passe livre, sintonizado com as bandeiras do Projeto Popular.

Em torno da candidatura de Marenilson Batista se aglutinam as organizações do campo da Agricultura Familiar, lideradas pelo Pólo Sindical da Borborema, setor com quem temos realizado lutas como a do combate à violência contra as mulheres, contra os agrotóxicos e em defesa da agroecologia.
 
Assim, as candidaturas de Frei Anastácio, Anísio Maia e Marenilson Batista, por suas trajetórias de apoio as lutas populares em defesa de reformas estruturais são importantes canais de diálogo para vários setores e organizações sociais que se articulam em defesa das pautas progressistas.

Assumindo em seus programas e compromissos de campanhas a defesa da campanha do Plebiscito Constituinte, respaldam a luta popular e contribuem para um cenário mais favorável a construção do Projeto Popular para o Brasil. É a partir desta leitura que definimos também que nosso objetivo principal na disputa para o governo do estado é derrotar a candidatura do PSDB tendo como representante Cássio Cunha Lima.

Esta candidatura além de ser a representante estadual do projeto neoliberal em nível nacional representa a volta do coronelismo eleitoral, do sucateamento dos serviços públicos e da paralisia de quaisquer políticas públicas. 

Desde o período da abertura democrática na década de 1980, a família Cunha Lima se mantém no poder institucional. É tarefa central das forças populares derrotar esta candidatura. Para isto não temos um cenário simples.

Todos os partidos de esquerda saíram em chapas separadas para este pleito sem um mínimo de consenso em torno de um programa mínimo que contribuísse para o fortalecimento das lutas populares no estado.

Neste sentido identificamos que para derrotar a candidatura de Cássio é necessário indicar voto na candidatura do PSB/PT que tem como candidato Ricardo Coutinho. Entendemos que esta é a única candidatura que tem reais chances de derrotar a candidatura do PSDB no estado da Paraíba. 

Fonte: http://www.parlamentopb.com.br

domingo, 28 de setembro de 2014

Não troque o certo pelo duvidoso, é Dilma 13 de novo!

A proposta formulada por Marina Silva (candidata do PSB à presidência da República) permitirá que o sistema financeiro, os bancos, virem o quarto poder no Brasil. Ele passaria a ter mais poder do que a presidência da República.

O presidente da República pode sofrer impeachment e os deputados federais e senadores, cassados. O Banco Central, não. Um absurdo!

Se a Marina Silva ganhar, ela vai diminuir a importância estratégica dos bancos públicos e aumentar a participação dos bancos privados. (Neca Setúbal, do Itaú, é a coordenadora de seu programa de governo).

O que impedirá a execução de financiamento a programas populares, como o Minha Casa, Minha Vida. 15% da população de Goiás já teria sido contemplada pelo Minha Casa, Minha Vida. Mudanças nas leis trabalhistas? #NemQueAVacaTussa.

Dilma  não aceitará mudanças na legislação trabalhista, como quer Marina Silva, nem que a vaca tussa! Direito não se mexe se amplia! Oligarquias Para quem diz representar uma nova política, a aliança entre Marina Silva e a oligarquia dos Bornhaunsen é um tiro no pé. É estranha! É a prova mais descarada do que representa essa tal nova política.

Fonte: osamigosdopresidentelula.blogspot.com.

ELEIÇÕES 2014; Pesquisa Ipespe aponta Dilma com 51% no Estado da Paraíba

Petista tem maior votação na Borborema, atingido a 62% do eleitorado

Mesmo sem ter feito campanha na Paraíba, a presidente Dilma Rousseff (PT) lidera a corrida presidencial no Estado. De acordo com pesquisa Ipespe, se a eleição fosse hoje, a petista venceria o pleito com 51% das intenções de voto dos paraibanos.

De acordo com o levantamento, realizada nos dias 23 a 25 de setembro, Dilma aparece com 27 pontos à frente de Marina Silva (PSB), que tem 24%. Em terceiro lugar vem Aécio Neves (PSDB) com 11%. Os demais candidatos não pontuaram. Os votos brancos e nulos somam 6% e não sabem ou não responderam 9%.

A pesquisa Ipespe mostra a vitória de Dilma em todas as regiões do Estado. Ela tem 43% na região da Mata; 49% no Agreste; 54% na Borborema e 62% no Sertão. Em João Pessoa, maior colégio eleitoral, Dilma tem 38% contra 35% de Marina. Já em Campina Grande, ela tem uma vantagem de 10 pontos percentuais sobre a adversária (34% a 24%).

Contratada pelo Jornal da Paraíba, a pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), sob o protocolo número PB-00035/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o protocolo número BR – 00863/2014. Foram realizadas 1.500 entrevistas. A margem de erro da pesquisa é de 2,6%, com uma confiabilidade de 95,45%.
(MaisPB)

Fonte: http://www.maispb.com.br/

sábado, 27 de setembro de 2014

DATAFOLHA: DILMA DOBRA VANTAGEM SOBRE MARINA

Acaba de ser divulgada nova pesquisa Datafolha; a presidente Dilma Rousseff, do PT, tem 40%, contra 27% de Marina Silva, do PSB, e 18% de Aécio Neves, no PSDB; há uma semana, a vantagem de Dilma sobre Marina no primeiro turno era de sete pontos; hoje é de 13 pontos; no segundo turno, ela também venceria: 47% a 43%

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil, Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (26) mostra a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, com 40% das intenções de voto, Marina Silva, do PSB, com 27%, e Aécio Neves, do PSDB, com 18%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo.

A vantagem de Dilma sobre Marina no primeiro turno aumentou em relação à pesquisa anterior, divulgada no dia 19, na qual Dilma aparecia com 37% e Marina com 30%. Aécio estava com  com 17% das intenções de voto.

No levantamento de hoje, os candidatos Pastor Everaldo, do PSC; Luciana Genro, do PSOL, e Eduardo Jorge, do PV, aparecem cada um com 1% das intenções. Os demais candidatos, Zé Maria, do PSTU; Eymael, do PSDC; Levy Fidelix, do PRTB; Mauro Iasi, do PCB; e Rui Costa Pimenta, do PCO, têm, juntos, 1%. Votos nulos ou brancos somam 5% e são 6% os indecisos.

De acordo com a pesquisa, na simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT alcançaria 47%, contra 43% da candidata do PSB, o que configura empate técnico considerada a margem de erro de 2 pontos percentuais. Na semana passada, Marina tinha 46% e Dilma, 44%.

Em uma possível disputa entre Dilma e Aécio, a petista venceria por 50% a 39%. Na semana passada, Dilma tinha 49% e Aécio, 39%.
Dilma tem 31% de rejeição; Marina, 23%; Pastor Everaldo, 22%; Aécio, 20%; Zé Maria, 17%; Levy Fidelix, 17%; Eymael, 16%; Luciana Genro, 15%; Rui Costa Pimenta, 14%; Eduardo Jorge, 13%; e Mauro Iasi, 13%.

Foram feitas 11.474 entrevistas, ontem (25) e hoje, em 402 municípios. Com margem de erro de 2 pontos percentuais (para mais ou para menos) e nível de confiança de 95%, a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00782/2014.


Fonte: http://www.brasil247.com/

Pesquisadores participam de oficina de formação na Paraíba

Karol Dias - comunicadora popular da ASA, Campina Grande – PB; “E vim pra quem me chamou/ De nó eu sou desatador” (Flávia Venceslau) Pesquisadores e pesquisadoras participam de momentos de formação.| Foto: Karol Dias

Entre os dias 22 e 25 de setembro, aconteceu em Campina Grande, na Paraíba, a 3ª Oficina de Formação da Pesquisa “Sistemas Agrícolas Familiares Resilientes a Eventos Ambientais Extremos no Contexto do Semiárido Brasileiro: 

alternativas para enfrentamento aos processos de desertificação e mudanças climáticas”, com realização da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA) e do Instituto Nacional do Semiárido (INSA). 

A primeira manhã foi de diálogo sobre a importância da pesquisa junto às 100 famílias agricultoras do Semiárido que estão sendo acompanhadas e, de início, Antonio Barbosa, coordenador do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2), da ASA.

Assinalou que é “importante que a gente entenda essa pesquisa num lugar histórico e não como um fato isolado”. E que o saber sistematizado deve voltar para as famílias e à sociedade como um todo.

Ignácio Salcedo, diretor do INSA trouxe em sua fala que “o Semiárido é um lugar onde é possível ser feliz”, que “precisamos cuidar da fonte de alimentos que é o solo, a terra, a mãe terra”. Disse também que “a pesquisa vai entrar numa fase de avaliar a geração de renda e é importante perceber para onde está indo a riqueza oculta do solo”.

Colaborando com a construção da metodologia, o professor Francisco Nogueira, do Instituto Federal da Paraíba, campus Sousa, trata da necessidade de buscar “referenciais teóricos e metodológicos que auxiliem” e ainda afirma que “não dá para fazer esse tipo de trabalho.

Esse tipo de pesquisa se a gente não tiver outra forma de ver o mundo”. E, Luciano Silveira, coordenador da pesquisa pela ASA ressaltou a importância de “compreender a trajetória da família e da comunidade para entender melhor o hoje”.

Essas foram algumas reflexões que dinamizaram os momentos iniciais da formação reafirmando o compromisso com o saber que está sendo sistematizado, com a divulgação de um Semiárido possível, pleno, onde as famílias produzem, se alimentam, partilham e cuidam do meio ambiente e social.

Durante a atividade, os pesquisadores e pesquisadoras também socializaram o estudo aprofundado de um dos casos escolhidos entre os dez que cada um acompanha, detalhando os aspectos quali-quantitativos. A oficina também abordou o estudo sobre a economia da agricultura familiar e camponesa e visitou experiências produtivas de famílias agricultoras da região, para exercitar a coleta de dados econômicos.

Fonte: http://www.asabrasil.org.br/

Vox Populi: Dilma abre 13 pontos sobre Marina

divulgada nesta quinta-feira (25), aponta uma vantagem de 13 pontos da candidata à reeleição Dilma Rousseff sobre Marina Silva (PSB).

No primeiro turno, Dilma tem 38% dos votos, enquanto Marina tem 25%, Aécio Neves (PSDB), tem 17% das intenções. Em um eventual segundo turno, Dilma tem 42% das intenções de voto, enquanto Marina tem 41%.

Na comparação com a pesquisa anterior, divulgada no dia 10, Dilma subiu 2 pontos, enquanto Marina recuou três, passando dos 28% para os 25%. Aécio oscilou, subindo dentro da margem de erro: foi de 15% para 17%. O número de eleitores indecisos variou de 13% para 11%, e o de votos nulos e em branco permaneceu inalterado, em 7%.

Em um eventual segundo turno, Dilma aparece ligeiramente à frente, agora com 42% dos votos, contra 41% de Marina. Em uma disputa entre Dilma e Aécio, a presidenta vence com 45% das intenções, com 37% do tucano.

O Vox Populi foi encomendado pela revista Carta Capital e entrevistou 2 mil eleitores em 147 municípios de todas as regiões do país entre 23 e 24 de setembro. A pesquisa, registrada na Justiça Eleitoral sob o número BR-00757/2014, tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Na última terça-feira (23), o Vox Populi também divulgou uma pesquisa, mas dessa vez encomendada pela Rede Record. Naquele caso, Dilma ficou com 40%, contra 22% de Marina no primeiro turno, enquanto Aécio apresentou 17% das intenções.

Em um segundo turno Dilma vence por 46% a 39% contra Marina. Se enfrentasse Aécio, a Dilma somaria 49% das intenções de voto, frente à 34% do presidenciável tucano.

Após resultado positivo, movimento pela reforma política luta por plebiscito oficial

A pesquisa Vox Populi sobre intenções de voto à Presidência da República, Após o resultado positivo doPlebiscito Popular por Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político, no qual 7,7 milhões de brasileiros votaram em favor da proposta, o movimento deve, agora, encaminhar a escolha da população aos três poderes do Estado do Brasil: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Em entrevista à Adital, o advogado Ricardo Gebrim, membro da coordenação nacional da campanha pelo Plebiscito, afirma que o próximo passo é pressionar o Congresso Nacional a possibilitar que uma consulta oficial seja realizada no país.

"Nós queremos a aprovação de um plebiscito oficial com a mesma pergunta do popular. Isto somente pode ser aprovado pelo Congresso Nacional, por meio de Decreto Legislativo. Então, vamos exigir da Câmara dos Deputados que discuta e o aprove”, aponta Gebrim.

De acordo com ele, a entrega do resultado aos três poderes que estruturam a política brasileira será realizada nos próximos dias 14 e 15 de outubro, em Brasília, capital do país, dirigida à Presidenta da República, Dilma Rousseff; ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski; e ao presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros.

Na mesma ocasião, acontecerá a Plenária Nacional (a 5ª plenária da campanha), que pretende reunir entre 1,5 mil e 2 mil participantes dos comitês de campanha de todo o Brasil para discutirem os próximos passos do movimento.

O Plebiscito Popular foi realizado entre os dias 1° e 08 de setembro deste ano, levantando quase 8 milhões de votos em todo o país. Um total de 97,05% dos participantes votaram "sim” à proposta, enquanto 2,57% disseram "não” à Constituinte. Brancos (0,2%) e nulos (0,17%) não chegaram a 0,5%.

Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 24 de setembro, em entrevista coletiva, que reuniu Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), João Paulo Rodrigues, um dos coordenadores nacionais do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), e Paola Estrada, integrante da Secretaria Operativa Nacional do movimento. (Avaliação da organização)

Ainda que o objetivo inicial fosse atingir a marca dos 10 milhões de votantes em todo o país, a organização da consulta popular avalia o Plebiscito como vitorioso, superando as expectativas de participação nos vários estados brasileiros. "É um resultado extraordinário, principalmente por ter sido ignorado pela mídia”, afirmou Vagner Freitas, durante a coletiva.

"O (governador Geraldo) Alckmin [do Estado de São Paulo] come um pastelzinho ou toma um cafezinho e vira notícia na mídia. E sobre o plebiscito, que foi apoiado por vários candidatos a Presidente da República, não saiu nada”, acrescentou Paola, criticando a agenda da mídia hegemônica.

João Paulo Rodrigues ressaltou três conquistas da consulta: a demonstração da sociedade de que quer mudanças no sistema político, a grande mobilização em torno do tema e a geração de incentivo para a continuidade da articulação dos movimentos sociais pela reforma política. Apesar da convocação de um plebiscito ser atribuição do Congresso Nacional, Rodrigues diz acreditar que seja possível.

"Nossa disputa será juntamente com a sociedade. Com as forças organizadas e mobilizadas vamos criar um clima e um debate por um novo processo constituinte e não deixar a questão só com o Congresso”, explicou o dirigente do MST.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Princesa Isabel: RC anuncia obras de abastecimento dágua

Já se aproximavam das 23h, quando o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o candidato a senador Lucélio Cartaxo (PT) chegaram à cidade de Princesa Isabel.

Na noite desta quarta-feira (24), conduzindo a Caravana do Trabalho, que partiu de São José de Bonfim por volta das 14h. Milhares de pessoas saíram às ruas e fizeram o maior comício da história política do município.

Na chegada à cidade, Ricardo e Lucélio foram recebidos pelo candidato a prefeito do município em 2012, Ricardo Pereira (PCdoB), e pelos vereadores Célio de Zé Biro (PMDB), Givaldo Morais (PCdoB), Irismar Mangueira (PCdoB) e Robson Matuto (PCdoB), além do suplente João Rosas (PMDB).

Em seu discurso, Ricardo anunciou o início das obras de ampliação do sistemas de abastecimento etratamento d’água do município. “Esse é um investimento de R$ 8 milhões, que garantirá água tratada e de boa qualidade para a população até o ano de 2030”, destacou o socialista.

Ricardo lembrou que na campanha de 2010 ficou envergonhado de ter que passar por Pernambuco para chegar a uma cidade da importância histórica e econômica de Princesa Isabel, devido às péssimas condições da estrada.


“A recuperação da PB-306, ligando Princesa a Matureia, foi uma das primeiras obras da nossa gestão. Hoje, tive o orgulho de percorrer toda a rodovia e ver os municípios integrados e se desenvolvendo”, enfatizou.

De acordo com Ricardo, em sua gestão, Princesa Isabel recebeu investimentos de mais de R$ 37 milhões em obras e ações, como a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que foi inaugurada na última terça-feira (23), e a aquisição de ambulância e equipamentos para o Hospital Regional.

“Mesmo sendo uma atribuição dos municípios, estamos fazendo UPA’s nas regiões (já temos oito), que estão evitando que muitos procedimentos de média complexidade tenham que ser feitos nos hospitais regionais. Com a UPA de Princesa, além de aproximar os serviços da população, estamos desafogando os grandes hospitais”, observou o governador.

Principal líder da oposição em Princesa, o empresário Ricardo Pereira disse que a população de sua cidade estava dando naquele instante uma grande demonstração de apoio às candidaturas de Ricardo Coutinho e de Lucélio Cartaxo. “O evento superou as nossas expectativas, com as pessoas vindo de forma espontânea para ouvir Ricardo e Lucélio”, disse. (Ascom)

Fonte: http://www.pbagora.com.br/