terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Dano ambiental

Aposto que você já presenciou algum dano ambiental. Eles têm ocorrido, infelizmente, quase todos os dias, em todo o mundo: basta abrir os jornais. Óleo derramado, curtumes a céu aberto, contrabando de animais silvestres, desmatamento de biomas, lançamento de esgotos in natura nos rios e mares: todas essas situações se classificam como danos ambientais. Este conceito é amplo; pode se referir tanto ao crime em si – a caça predatória de uma espécie ameaçada, por exemplo – como a um fato na região que igualmente cause degradação contínua ao meio ambiente ou aos recursos naturais (ar, solo, subsolo, águas, flora e fauna).

Foi exatamente por um dano ambiental que três contrabandistas de animais silvestres foram condenados ao pagamento de uma multa – nem um pouco camarada – de quase dois milhões e meio de reais, mais correção monetária e juros. Aparentemente, uma solução justa para coibir esse tipo de crime; dificilmente, uma compensação à altura, quando pensamos em extinção de espécies como uma das conseqüências.

Você deve estar se perguntando como o IBAMA chegou a esse valor; para onde vai a generosa quantia; e, principalmente, qual é a providência tomada quando os condenados não dispõem de meios para o pagamento. Para responder a essas perguntas, pesquisei mais a fundo o assunto e o caso.

A apreensão ocorreu durante a interceptação de dois veículos após uma denúncia anônima, em uma estrada próxima a Santo Ângelo, Rio Grande do Sul. Nos automóveis, foram encontrados nada menos que 40 flamingos, 151 caturritas, 50 canários-da-terra, 15 melros-metálicos, 12 lagartos e lagartixas, 8 cobras-cipó e 10 pássaros tecelões.

Além do transporte irregular, os animais estavam em condições muito inadequadas (você é capaz de imaginar um porta-malas cheio de flamingos?) e seriam levados para uma cidade do Paraná, onde um dos condenados mantinha um criatório clandestino.

Nem sempre é possível dar um valor ao dano ambiental, justamente por sua difícil reparação. Neste caso específico, a Justiça determinou sete anos após a apreensão, realizada em 2003, que fossem cessadas as atividades ilegais de comercialização e transporte de animais silvestres e exóticos sob pena de multa diária de R$ 2 mil. Determinou, também, a indisponibilidade de todos os bens dos requeridos – além da exorbitante multa, já mencionada. O que você acha disso?

A melhor reparação ao dano ambiental, de fato, é a reconstituição do meio ambiente agredido, cessando-se a atividade lesiva e revertendo-se a degradação ambiental.

Apenas quando essa recuperação não for viável é que se torna admissível a indenização em dinheiro, pois o que interessa à coletividade é o equilíbrio ecológico, o bem-estar e a qualidade de vida que o recurso ambiental proporciona.

Afinal, quanto custa à ausência desses animais na natureza? Como calcular o impacto da falta desses animais no ecossistema? Enquanto esse assunto é debatido pela mídia, nossa contribuição pode ser dada através de denúncias aos órgãos ambientais competentes.

Fonte: Revista Seleções

Adicione seu Comentário

Rádio Abraço NO AR – Dia 31 de janeiro estréia o Jornal da Abraço

Um novo espaço de informação diferenciado, para melhor atender todas as comunidades e rádios comunitárias do Brasil, será acrescentado na programação da Rádio Abraço NO AR. No dia 31 de janeiro (terça-feira), às 13h, estréia o “Jornal da Abraço – A informação comentada”, sob o comando da radialista comunitária catarinense Aline Nandi, da Rádio Comunitária Fumaça, de Morro da Fumaça. Segundo ela, o objetivo do programa é de fato conhecer a realidade, projetos, programas e atividades desenvolvidas pelas rádios comunitárias junto às comunidades, bem como ações que interferem diretamente no dia a dia das entidades, seus colaboradores e população.
De acordo com Aline Nandi, o Jornal da Abraço surgiu a partir de sua participação na cobertura da Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que ocorreu em Brasília em dezembro de 2011. “O programa nasceu da necessidade que temos de uma revista de informação diferente para o espaço das rádios. Mais do que darmos a informação, é preciso apontar alguns pontos de vista sobre a mesma ou mostrar outro olhar desta”, relatou Aline.
Com uma linguagem descontraída, o Jornal da Abraço será composto de três blocos e abordará temas e acontecimentos de diferentes regiões do Brasil em cada edição. Os ouvintes e as emissoras poderão interagir através do email do programa (jornaldaabraco@gmail.com) e também pelo site, pois as informações serão produzidas também a partir de comentários e sugestões. “Os comentários partirão do olhar para cada realidade e análise do conjunto da sociedade, mas priorizando sustentabilidades, consciência e uma linguagem mais social”, diz Aline Nandi.
Para a apresentadora, as expectativas surgem a cada novo amanhecer, pois há um mês iniciou-se a produção do programa, e no decorrer de cada dia o jornal foi sendo moldado. “Esperamos que as rádios possam ir aderindo e que o programa continue sendo produzido por muitas mãos. Que ele possa sim em um curto espaço de tempo estar em mais cantos e recantos deste Brasil”.
O Coordenador Executivo da Abraço Nacional, José Sóter, diz que “a função da Rádio Abraço no Ar é justamente fazer circular as informações para as rádios comunitárias de todo o Brasil e a sua grade de programação deverá ser totalmente ocupada com contribuições das Abraços Estaduais. Basta a Abraço Estadual produzir o programa e encaminhar pra ser incluído na grade.”
Bruno Caetano
Da Redação http://www.agenciaabraco.org.br/category/radiodifusao-comunitaria

  Fonte: agenciaabraco.com  

Adicione seu Comentário

domingo, 29 de janeiro de 2012

Prefeitura petista de Pombal um exemplo de Administração pública

                                 Foto da Prefeita Plyana  Feitosa do PT  Pombal-PB

Em sintonia com o Governo Federal, prefeitura petista constrói ampla Rede de segurança Alimentar; “os esforços estão em acabar com a fome e a miséreria”
Foi a partir das ações da prefeita petista Polyana Feitosa que o município de Pombal ganhou uma ampla Rede de Segurança alimentar, com o objetivo explícito de acabar com a fome e a miséria na região. Com a ajuda do Governo federal, a prefeita instalou duais conzinhas comunitárias no município sertanejo, voltou a conveniar Pombal nos programas Compra direta local da Agricultura Familiar e revitalizou a Usina de Pasteurização de Leite.  Vez um convênio  com o curso de Engenharia de Alimentos da Universidade Federal de Campina Grande, para aumentar a produção da usina para 2000 litros de leite por dia. Paralelo a isto, Pombal desenvolve o Projeto Nutrir. “Com  este programa, acompanhamentos a criança com índices de desnutrição através de especialistas médicos e  distribuindo gratuitamente kits alimentares conforme o caso de cada criança. Os resultados já estão bem visíveis na Cidade”, Parabéns Prefeita Polyana, pode comemorar ! Este é o modo Petista de Administrar um bem público.
Fonte: www. ptpb.org.br




Oi um abraço a todos! Sou João do Violão presidente do  PT de Aroeiras-PB; O que mais me deixa indignado no momento, é ouvir, que há companheiros do PT de Aroeiras, que não estão sendo Sinceros, quando falam em Candidatura própria, ainda estão numa expectativa de poder negociar uma aliança com o atual prefeito Zepe, o Campeão de Nepotismo em nosso Município; sei que tem pessoas Sinceras, honestas! como é o caso do "Professor Genil;"  se, formos olhar o exemplo de alguns deles,já dá até para ficar de cabelos em pé!

sábado, 28 de janeiro de 2012

Agricultura Familiar é a solução para manter o Homem no Campo

 João do Violão com o secretário da Agricultura Marenilson Batista do Governo do estado da PB, Ricardo Coutinho, e os amigos Simone, Paulo e a Assessora de Marenilson Cida.

 Convite:

   Neste dia 01/ de Fevereiro de 2012, as 9=horas da manhã na Câmara de Vereadores de Aroeiras-PB, a, convite de João do Violão, representante do ASA-PB e dos Movimentos sociais, estaremos recebendo os Técnicos do PANAE para esclarecer aos Agricultores, como fazer para comercializar os produtos da Agricultura familiar, os preços, como obter as DAPS, a Importância dos produtos Orgânicos para a Alimentação Escolar, como o Governo do Estado pode comprar os 30 % da Merenda Escolar diretamente dos Agricultores do Município, trazendo assim uma injeção para a economia do Município, como geração de Emprego e Renda para os Camponeses de Aroeiras; também iremos falar sobre o PAA que é o programa do Governo Federal que compra dos Agricultores familiares produtos para se fazer doações a quem mais precisa, sejam pessoas carentes ou ONGS; Esperamos contar não só com Agricultores do campo e da Cidade, mais com todos aqueles que querem o Desenvolvimento de um povo tão carente e Esquecido por alguns políticos que só pensam em fazer a política, que é aquela de dar esmolas, em vez de oportunidades e dignidade.

video

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

PARTIDIDOS DOS TRABALHADORES-PT AROEIRAS-PB
Rua travessa Vicente Ferreira Lima n°1 Centro
AROEIRAS-PB
O presidente do partido dos trabalhadores, PT, Aroeiras-PB. No uso de suas atribuições que lhe confere o Estatuto Regimental do PT, resolve convocar todos os Filiados e Simpatizantes para a realização da segunda prévia com vistas às Eleições Municipal de 2012, a ser realizada neste dia 04 de Fevereiro do ano em curso, no salão de eventos do Hotel Acauã ás 15h30min horas, com o seguinte encaminhamento para debate:

1.    Confirmação dos pré-candidatos a Vereador;
2.    Escolha dos pré-candidatos a Prefeito e vice?
3.    Com quem poderemos fazer aliança?
4.    Com quem não devemo-nos coligar?
5.    Escolha da comissão de Eleição;



Atenciosamente:
                           
                                     João Ribeiro Alves (João do Violão)
                                     Presidente do Diretório do PT Aroeiras-PB

     OBS: Estou pensando seriamente se irei ou não participar deste Evento;
    Preciso ter certeza, quais os verdadeiros interesses de alguns companheiros!

                               
PT de Aroeiras, em cada Cidadão uma Estrela!!!!!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Domingo com clima de guerra em Pinheirinho


Enquanto Dilma apresenta  o programa minha casa minha vida, a polícia do PSDB do Governo de São Paulo expolsam os sem tetos dos seus barracos! será que este partido tem alguma coisa de Socialista?(João do Violão)

O clima de guerra tomou conta da Zona Sul de São José dos Campos em São Paulo neste domingo (22). A Polícia Militar compareceu com um forte efetivo no acampamento sem-teto do Pinheirinho para cumprir a ordem de reintegração de posse da área. Enquanto os moradores se defenderam com pedras, a polícia reagiu com balas de borracha nas mediações do acampamento. Há relatos de 7 mortos entre os moradores do Pinheirinho, incluindo uma criança. Uma informação ainda não oficial revela que a PM já se utiliza de armas de fogo no local.
A covarde operação começou por volta das 6h deste domingo, com helicópteros Águia sobrevoando local e jogando bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. Com os moradores pegos de surpresa, a polícia conseguiu apreender armamentos e algemar os líderes do movimento no local. Pelo menos 1800 PMS estão envolvidos na operação, que conta ainda com o apoio da Tropa de Choque da equipe da Rota de São Paulo.
O advogado dos sem-teto Aristeu Neto fez um B.O (Boletim de Ocorrência) de flagrante por desobediência à ordem da Justiça Federal que havia se manifestado a favor da regularização do local. Ele Acabou de entrar com um contramandado para suspender a reintegração de posse. Segundo ele, a ordem desrespeita a Justiça Federal. Neto também está tentando recorrer ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), na tentativa de suspender a reintegração.
De acordo com o blogueiro Everton Rodrigues, os professores Almir Bento Freitas e Lourdes Quadros Alves foram detidos no Pinheirinho junto com Suplicy, Ivan Valente, Carlos Giannazi e o fotógrafo Sergio Koei, que faz registros para o PSTU. O Marrom, líder comunitário, está desaparecido. A PM tomou os celulares e câmeras de todos enquanto tratores já começaram a derrubar casas. Moradores não puderam ao menos pegar os pertences de suas residências.
A área do confronto está sendo isolada até mesmo por meios de comunicação, para que se torne mais difícil a apuração das barbáries cometidas pela polícia. Todas as ruas do entorno foram barradas para impedir a saída dos moradores. Até mesmo parte da imprensa foi recebida a bombas, e o sinal de internet do local foi interrompido. Uma verdadeira ação de guerra cometida pelo governo de São Paulo, que mais uma vez se mostra contra os direitos civis e à liberdade de expressão.
Bruno Caetano
Da Redação
Foto: Roosevelt Cássio
Fonte: agenciaabraco.com


Isso são coisas de uma Polícia de um Governo do PSDB que há 20 anos atrasa o Estado de São Paulo, até as Estradas de São Paulo estão privatizadas; porque eles não privatizam a polícia também? A inda tem gente por aqui que votam neste Partido!
video

domingo, 22 de janeiro de 2012

Ecumenicidade

Dialogal e cooperação no corpo de Cristo Abertura

Por tensões e conflitos. Ela não consegue espelhar a vontade de Deus anunciada por Jesus Cristo. As pessoas, simultaneamente justas e pecadoras, reproduzem no nível institucional a realidade de um corpo partido. Pessoas e grupos promovem rupturas. Essa realidade está na raiz da existência de inúmeras denominações cristãs.
O povo de Deus se encontra, se reúne e se organiza em diversos corpos institucionais. As comunidades evangélicas de confissão luterana não vivem isoladas das demais denominações cristãs. Em seus documentos constitucionais elas assumem o compromisso ecumênico. Elas se entendem como corpo eclesiástico que tem um vínculo de fé com outras Igrejas que A vivência da fé nas comunidades e no conjunto da Igreja mostra que ela passa seguidamente confessam Jesus Cristo como Senhor e Salvador.
A emergência do movimento ecumênico no cenário das igrejas cristãs foi um dos fatos mais significativos do século XX. O distensionamento das relações intereclesiásticas e a adoção de uma nova postura por parte das denominações cristãs representaram um avanço extraordinário para o testemunho cristão no mundo.
A ecumenicidade emerge quando o Espírito Santo de Deus sopra nos corações e nas mentes de seus filhos e suas filhas a vontade de buscar a unidade no corpo de Cristo. Ela traduz uma nova forma de pensar e de agir em relação a irmãos e irmãs de outros corpos eclesiásticos.
A ecumenicidade, enquanto busca da unidade, expressa o desejo e a necessidade de superar os limites humanos que ameaçam a comunhão. Ela se compromete com a superação de animosidades e divisões no corpo de Cristo. A súplica por perdão e a busca por reconciliação mesclam a dádiva da unidade já dada no presente e a dádiva a ser conferida também no futuro. Elas tornam-se um imperativo inscrito no coração e na mente do povo de Deus.
A motivação permanente do movimento ecumênico é o desejo de alcançar a unidade plena entre as igrejas e fazer com que se tornem instrumentos mais fiéis e eficazes do amor de Deus ao mundo. Para as igrejas, o ecumenismo está baseado no dom da unidade existente em Cristo, pela fé e pelo batismo.
O ecumenismo responde, antes de tudo, a um dom divino e um mandato bíblico (João 17.21). Se as Igrejas quiserem ser fiéis a Jesus Cristo, o ecumenismo não se torna algo opcional, mas, sim, essencial na sua vida. Ele conjuga a legítima diversidade com o empenho pela unidade e pela superação das divergências. Torna-se, assim, um vigoroso testemunho para dentro de um mundo globalizado afirmativo na sociedade e no mundo.
No amor de Deus a ecumene estende-se para muito além das fronteiras das igrejas, abrangendo a humanidade inteira e toda a criação. Neste sentido ela impulsiona para o diálogo e a cooperação com outras religiões. Este movimento, ainda incipiente, representa um grande desafio para o futuro.
Com tantas formas de exclusão. Há multidões famintas, tanto no sentido material quanto espiritual. Para elas se dirige o testemunho cristão que aponta para o fato de que a “razão da esperança” que há em nós provém de Cristo (1 Pedro 3.15).
A ecumenicidade torna possível a busca e o fomento de relações fraternais entre diferentes corpos eclesiásticos. Orações e celebrações conjuntas, diálogos e serviços de cooperação entre denominações cristãs desconstroem animosidades históricas e constroem caminhos para encontros fraternos tendo em vista um testemunho
Fonte:  Portal Luteranos

sábado, 21 de janeiro de 2012

Espaço para consciência Jovem

Idéias inovadoras 

           Antes de qualquer coisa, quero salientar que tentei focar principalmente, em projetos não dispendiosos, e, queria que trouxessem benefícios para  a população e enriquecimento intelectual, cultural e lingüístico. Tomei a liberdade de dar início a minha linha de raciocínio, frisando primeiramente a questão da Educação em primeiro lugar, uma parte que vem me intrigando a anos, que é o simples fato de países europeus, possuírem de três a quatro idiomas obrigatórios e implementados na sua grade de componentes curriculares; no Brasil segundo a nova lei de Diretrizes e Bases (LDB)9394/96 o ensino de Língua estrangeira (LE) é obrigatória no ensino fundamental a partir da 5° série, mas deixa brechas quando diz que a lei deve ser cumprida dentro das disponibilidades da instituição, sendo assim não está havendo a motivação necessária para o ensino de uma segunda língua no ensino público, havendo assim, um desinteresse do próprio aluno e m relação à lei. Eu, particularmente como cidadão Aroeirense, porém natural de Recife onde morei por quinze anos, estudei Inglês desde a primeira série e Espanhol a partir da quarta série e notei claramente que havia uma carência de planejamento estrutural-educacional no âmbito Aroeirense, e, isso deve ser corrigido o mais breve possível para que possamos elevar o grau de influência de nossa cidade e demonstrar que nós somos sim capazes, de construir uma, Aroeiras bem melhor do que esta atual. Também é necessário que façamos uma análise na área da aprendizagem informatizada, pois, no século em que vivemos e de fundamental importância a utilização de computadores, mas, mesmo sendo de grande importância essa área é um grande mistério para muitos leigos, que na minha concepção deveriam ser ensinados de maneira adequada a utilizarem os meios tecnológicos; Além do mais a existência de um centro tecnológico, Aroeirense, seria fundamental para estreitar os laços com cidades vizinhas, fazendo assim com que cada vez mais, atraísse mão de obra para a criação de possíveis fabricas ou construções de grande porte, para que o crescimento da cidade se desse de forma a acelerar, lucrativa, e o mais importante, para que Aroeiras se tornem um lugar melhor para todos os seus filhos!I
Artigo de autoria: Lucas Barbosa da Silva
“Ao SR. João do Violão sou devoto ao seu sucesso”                                           

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Notícias do Semi-Árido


Foto: Arquivo FAEPA/SENAR-PB

                            Emater incentiva caprinocultura como alternativa econômica

A caprinocultura é a alternativa economicamente mais indicada para o NE

Criação que não exige grandes extensões de terra ou grandes recursos para sua aquisição e instalação, a caprinocultura, hoje, é a alternativa agropecuária economicamente mais indicada para o Nordeste, uma região de terras mal distribuídas, de maioria minifundiária e de clima severo. A cabra se adapta bem a essas condições e tem prosperado na Paraíba.

Essa carne já é o principal alimento infantil e de idosos das classes sociais mais pobres, nas regiões do Semi árido. O caprino vem encontrando, nos últimos tempos, um mercado em que a demanda é bem maior do que a oferta regional, como é o caso do leite, que nos grandes centros não supre a procura. A busca pela carne nas feiras livres e mercados é quase igual à da carne bovina.

Esse cenário faz com que a caprinocultura atraia interesses de grandes e médios produtores e também de agricultores familiares, abrindo mercados e despertando a atenção de investidores. O Governo do Estado percebe nessa atividade uma alternativa econômica que pode ser um investimento social, sustentável e altamente produtivo, já que pode gerar emprego, melhorar renda e levar qualidade de vida às comunidades do interior.

Com uma produção diária de aproximadamente 18 mil litros, a Paraíba é o maior produtor de leite de cabra do Brasil. Por dia, são injetados nesse setor cerca de R$ 25 mil, sendo que mais de 90% vêm de recursos do governo, que absorve a produção por meio dos programas Fome Zero e Leite da Paraíba.

"Considerando a produção diária, essa atividade gera anualmente cerca de R$ 9 milhões só com o leite", calcula Everaldo Cadena, médico veterinário da Emater e especialista em caprinovinocultura. Na opinião dele, os números fazem mais do que colocar o Estado no ranking de produção de leite de cabra. "Essa atividade ameniza a situação de pobreza de uma região sofrida e castigada por longos períodos de estiagens. É no Cariri, no Sertão e no Curimataú que a caprinocultura se tornou a principal atividade agropecuária e econômica", arrematou.

Rebanho

Nessas regiões, circula um rebanho de 624 mil cabeças de caprinos, dos quais 25% são cabras leiteiras. Nas três regiões, 1.133 famílias agricultoras dependem da atividade e estão distribuídas em 37 associações, que possuem 11 pequenas usinas de beneficiamento.

A experiência da Emater Paraíba com a caprinovinocultura tem a idade da fundação da empresa. Começou como uma atividade de extensão rural, de caráter eminentemente educativo, atraindo adolescentes de origem pobre, principalmente das regiões do Agreste e do Cariri, para incrementar o antigo Projeto Cabra de Corda.

A iniciativa foi bem aceita pelo pequeno número de criadores, mas não teve a difusão e a amplitude que se esperava. O entusiasmo da Emater não era bem dimensionado pelo Governo, dividido entre outros projetos, nem sempre com o mesmo alcance social.

Foi a partir de 1978, com a criação do Centro Nacional de Pesquisa de Caprino, em Sobral, por meio da Embrapa, que surgiram as empresas estaduais de pesquisas na área de caprinos. A partir de então, a cabra passou a ser vista com cuidados técnicos.

Na Paraíba, coube à Empresa Paraibana de Pesquisa Agropecuária (Emepa) o direcionamento das pesquisas. Hoje, os excelentes resultados com a caprinovinocultura alcançam repercussão internacional, resultado do melhoramento genético, sanidade animal e difusão dessas informações pela Emater Paraíba.

Fonte: Capril Virtual

Permita-me, fazer uma pergunta:
Porque não trazermos este projeto aqui para o nosso município de Aroeiras?

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ricardo diz que PSB não vai aceitar interferência na escolha de novo candidato



Ricardo também descartou que haja qualquer tipo de crise na sua base aliada
O governador Ricardo Coutinho (PSB) falou publicamente pela primeira vez sobre a desistência do prefeito Luciano Agra (PSB) da sua candidatura a reeleição e destacou que a decisão foi pessoal. Sobre a escolha do sucessor de Agra na disputa, Ricardo disse que o PSB não aceitará interferência de outros partidos na escolha.
 “Essa é uma decisão do prefeito Luciano Agra e o PSB admite dialogar, mas não admite interferência. O PSB não vai admitir interferência de absolutamente ninguém, admite dialogar como sempre faz e como sempre fez e vai continuar fazendo, agora interferência não tem espaço para isso e os partido sabem disso”, declarou.
Ricardo também descartou que haja qualquer tipo de crise na sua base aliada. “Existe um processo em curso, mas crise não, para desespero dos adversários a Prefeitura está ainda mais solida”.
Fonte: wscom.com.br/notic

Lutar vale à pena


"Enfrentamos duras batalhas para não perdermos nossas terras. Depois vimos que, se não lutássemos, seríamos jogados em qualquer canto pelas empresas, sem nenhum direito. Que bom celebrar a história num local de conquistas! Lutamos e buscamos esta terra juntos. Além da terra, tínhamos que buscar as condições para as famílias gerarem renda e agregar valor à produção.

Nesse sentido, acessamos muitos programas, entre eles o Programa de Aquisição de Alimentos, através do qual entregamos a nossa produção, os PAIS, e construímos a micro-destilaria e a agroindústria. “Estas experiências estão viabilizando a permanência dos agricultores na região e queremos levá-las para todo Brasil.” São as palavras de Cleonira de Almeida, moradora do reassentamento São Francisco de Assis, como dizia na placa ‘uma conquista do Movimento dos Atingidos por Barragens', nas comemorações dos 20 anos do MAB, no interior de Esmeralda, Rio Grande do Sul.
Os campos ondulados, cheios de plantações e de verde que se vêem 360 graus, do alto da coxilha onde fica o Ginásio da Comunidade São Francisco, dão um sentimento de tranqüilidade e paz às centenas de pessoas presentes na festa de comemoração. A alegria e o sentimento do dever cumprido estavam estampados no rosto de todas e todos. E não revelavam as dores de anos atrás, a separação obrigatória da terra, da casa e da comunidade de origem por causa da construção das barragens de Itá e Machadinho no Rio Uruguai, o sofrimento da partida, das lembranças e da infância que ficaram.
O dia era 17 de dezembro de 2011. O convite dizia: "Ilmo. Sr. Selvino Heck. O Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB - comemora neste ano '20 ANOS DE LUTAS E CONQUISTAS'. A história dos Atingidos pro Barragens tem sido de lutas, organização e também celebração de nossas conquistas. Nesse ano de 2011 completamos 20 anos de organização do MAB nacional e 30 anos de organização dos Atingidos por Barragens na Bacia do Rio Uruguai.
Queremos celebrar esse momento importante de nossa história, contando com a participação de organizações e pessoas lutadoras que têm nos ajudado a construir o MAB. “Na oportunidade também será feita a inauguração de um Programa de Produção Agro-ecológica integrada sustentável – PAIS -, com o intuito de representar o resultado das conquistas.”
O dia era de festa, em primeiro lugar. Mas as palavras de ordem do Movimento ecoaram braços e punhos no ar, a dizer que a luta continua: Água e energia não são mercadoria. Águas para a vida, não para a morte.
Gilberto Carvalho, Ministro-Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, enviou uma mensagem: "Quero enviar a vocês um forte e fraternal abraço, em meu nome e em nome da presidenta Dilma Rousseff. Para mim, é motivo de muita alegria ter podido testemunhar, ao longo desses anos, as conquistas e consolidação do MAB, especialmente no âmbito da organização e formação de seus militantes, defendendo direitos fundamentais para aqueles que mais precisam.

O governo federal recebeu uma extensa pauta de reivindicações, que está sendo objeto de negociações e encaminhamentos. “O Movimento participa da negociação em torno da Plataforma Operário-camponesa de Energia, que já conseguiu pautar e abrir o debate com o governo sobre o modelo energético brasileiro, num tema em que há muito a avançar.” Termina o ministro Gilberto: "É papel de o movimento criticar, cobrar, reivindicar e monitorar a execução das políticas públicas. Mas temos um sonho em comum. Se pedimos a confiança em nossos propósitos, queremos continuar sendo desafiados pela persistência e pelo vigor da luta de vocês por um Brasil muito melhor.”
Em nome do MAB nacional, Gilberto Cervinski encerrou o ato político: "O MAB se consolidou enquanto movimento nacional por sua estratégia de ação, mas também pelos apoios que teve e parcerias e alianças que fez. Se o Movimento tem grandes amigos, tem também grandes inimigos, que o Movimento enfrentou e enfrenta com bravura, sem nunca ter dúvida de que lado se posicionar. As conquistas do MAB não vieram das mesas de negociação, mas porque o povo sempre esteve em movimento, lutando para a garantia dos direitos.” Como eu disse na minha fala, antes de ler a carta do ministro Gilberto: "Lutar vale a pena”.
E como ninguém é de ferro, ainda mais em solo gaúcho, o ato e a festa terminaram numa grande churrascada oferecida pelos moradores do reassentamento, com direito a bolo de aniversário e apresentações culturais do Antônio Gringo e cantadores populares.

Em treze de janeiro de dois mil e doze.
Selvino Heck
Assessor Especial da Secretaria Geral da Presidência da República


terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Projeto Territórios Digitais leva informatização à população rural

O Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) tem ampliado o acesso das populações rurais à informática e à internet. Até 2011, por meio do Projeto Territórios Digitais, foram implantadas 413 Casas Digitais. Destas, 122 estão em funcionamento e outras 291 estão prontas, mas aguardam instalação de antena de transmissão de internet para, em breve, entrar em atividade. Para este ano, o MDA planeja avançar ainda mais nesse projeto. Estão previstas 1.716 novas Casas Digitais a serem implantadas em parceria com o Ministério das Comunicações, além de outros acordos em preparação para implantação do projeto.

Por ser um espaço gratuito de gestão comunitária voluntária, a Casa Digital funciona como ambiente de troca e de intercâmbio de aprendizagem, crescimento e convivência virtual. Por meio dela, é possível oferecer ao usuário conhecimentos de informática, novas oportunidades de emprego, e proporciona a troca de experiência de vida nas comunidades rurais.

O conhecimento em informática é ensinado por meio de uma técnica pedagógica voltada para a realidade dos moradores do campo. De acordo com a coordenadora da equipe dos Territórios Digitais do Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (NEAD), Rossana Moura, o objetivo é levar o acesso à informação e a comunicação às comunidades mais pobres do país. “Onde chegamos, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é muito baixo. A implantação da Casa Digital proporciona a essa população a possibilidade de informações básicas, como cidadania”, informa.

Uma Casa Digital padrão dispõe de um kit de equipamentos novos, doados pelo governo federal, com 11 computadores, uma impressora, um roteador wireless, um projetor multimídia, 11 cadeiras e mesas de computador. Outras parcerias também são possíveis, tais como doação de computadores pelos governos estaduais, municipais e, até mesmo, por organizações não governamentais. “Por meio da Casa Digital, nosso público começa a se reconhecer como cidadão, a ter possibilidade de acessar informações. Esse é o primeiro passo. Além das ferramentas tecnológicas, internet, editores de texto e planilhas, nossa capacitação inclui a convivência e o diálogo que esse público vai ter com o mundo virtual”, explica Rossana.

Capacitação e formação
A coordenadora informam que, para a comunidade usar melhor os equipamentos disponibilizados pelo projeto, após a instalação dos equipamentos é executada a formação em dois eixos: Gestão da Casa Digital e Informática Básica, respeitando suas particularidades e necessidades. O primeiro curso realizado é o de Gestor Comunitário, com carga de 80 horas/aula. São 11 dias de aula presencial na Casa Digital em turnos diferentes. Após a formação dos gestores, inicia-se um curso de capacitação em informática básica, com o objetivo de promover a apropriação tecnológica pelas comunidades rurais.

José Filho Araújo Santos, 18 anos, é um exemplo para o município de Monsenhor Tabosa (CE). Ele frequenta a Casa Digital desde os 11. Aprendeu tudo o que sabe de informática por meio do projeto e, hoje, tornou-se gestor educador de seu município. “Pude crescer com esse projeto, gerei novas perspectivas de vida, obtive maior conhecimento educacional e agora curso graduação em Serviço Social”, conta.

A incorporação da tecnologia ao cotidiano da região tem foco na educação e no desenvolvimento local. Há um Comitê Gestor de cada Casa Digital dentro de quase todos os Territórios da Cidadania. “A intenção é, ainda este ano, implantarmos Casas Digitais em todos os Territórios e podermos expandir para fora deles”, relata Rossana.

Parceiros
O programa tem como parceiros o Ministério das Comunicações, estados, municípios, universidades, sociedade civil e movimentos sociais. Aos parceiros comunitários cabe ceder o espaço adequado, seguro e em condições mínimas para recebimento do projeto, e a gestão comunitária do espaço, visando ao bom funcionamento do projeto em sua comunidade.

Aos parceiros do governo, cabe ceder os computadores, as mesas e as cadeiras para viabilizar o funcionamento da casa, providenciar ajuda de custo para o gestor-facilitador, prover conexão de internet para disponibilizar acesso livre e gratuito às comunidades nas quais funcionam as casas.
Ao MDA cabe a criação de estratégias e gestão do projeto, formação de gestores e facilitadores da comunidade, e viabilizar infraestrutura de equipamentos para implantação da casa. O uso de satélite para prover conexão é a forma mais viável para comunidades rurais e locais isolados e sem infraestrutura de redes. Há ainda as localidades em que é possível o uso de outras tecnologias, como a fibra óptica ou Wi-Max. No caso das Casas Digitais o acesso mais usado é a política pública do GESAC (Governo Eletrônico de Atendimento ao Cidadão), que usa antenas de conexão via satélite.

Projetos Educacionais e Culturais
Os projetos relacionados à educação, à cultura e às demais áreas são fomentados pelas casas, com parcerias locais. Um exemplo desse modelo é o estado do Ceará, onde há integração com o projeto do Incra Arte e Cultura da Reforma Agrária. “Os projetos culturais começam a ser trabalhados posteriormente à chegada da casa. Eles surgem a partir das necessidades da própria comunidade. Há comunidades que trabalham artesanato, música, teatro, mas esse não é o principal objetivo do projeto Territórios Digitais. Ele funciona como mola propulsora para outros projetos”, explica Rossana.
No MDA há uma parceria com o programa Arca das Letras, que promove acesso à leitura por meio da implantação de bibliotecas nas comunidades rurais brasileiras. O programa atende a famílias de agricultores, assentados da reforma agrária, pescadores, quilombolas, indígenas e populações ribeirinhas.

Fonte: www.mda.gov.br

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

ProgramasTalentos do Brasil

                     Este é um lindo programa que merece ser implantado aqui em Aroeiras-PB

                     Sobre o Programa

O Talento do Brasil promove e estimula a troca de conhecimentos, valorizando a identidade cultural, promovendo a geração de emprego e renda e agregando valor à produção de grupos de artesãos rurais. Desenvolvido pelo MDA/SAF, o Talentos do Brasil apóia a estruturação de grupos produtivos de forma sustentável, focada no mercado e na gestão participativa.

O Talento do Brasil conta com a parceria da Caixa Econômica Federal, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção (Abit), Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), Fundação Mineira de Educação e Cultura (Fumec), agência alemã de cooperação técnica GTZ e Ministério do Turismo.

Fonte:Agricultara Famíliar

• Biodiesel Geração de Renda e Agregação de Valor

                      Mamona também conhecida por carrapateira
                     O Selo Combustível Social
 Identificação concedida pelo MDA aos produtores de biodiesel que promovem a inclusão social e o desenvolvimento regional por meio de geração de emprego e renda para os agricultores familiares do Pronaf.

Por meio deste selo, o produtor de biodiesel tem acesso a alíquotas de PIS/PASEP e COFINS com coeficientes de redução diferenciados e a melhores condições de financiamentos junto aos agentes financeiros. Também pode usar o selo para fins de promoção comercial de sua empresa. O selo será concedido aos produtores de biodiesel que compram matéria-prima da agricultura familiar em percentual mínimo de:
•    • 30% região Nordeste, Sudeste e Sul; e
•    • 15% regiões Norte e Centro-Oeste
•    • façam contratos negociados com os agricultores familiares, constando, pelo menos:
•    • prazo contratual,
•    • valor de compra e critérios de reajuste do preço contratado,
•    • condições de entrega da matéria-prima,
•    • salvaguardas de cada parte,
•    • identificação e concordância de uma representação dos agricultores que participou das negociações.
•    • asseguram assistência e capacitação técnica aos agricultores familiares.

Fonte: :Agricultara Famíliar mda              

Extra! Extra! Quentíssima! PT se reúne hoje com Luiz Couto sobre eleições da Capital


Para o vice-presidente do PT de João Pessoa, Jackson Macedo, após a decisão do prefeito da Capital, Luciano Agra (PSB), de não mais concorrer ao cargo de prefeito em 2012, o nome do deputado Luiz Couto (PT) deverá ser cogitado, devido à trajetória política dele. Para ele o jogo agora está zerado, e que na noite desta segunda-feira, 16, o partido estará reunido com Luiz Couto para saber o posicionamento do deputado. - O PT quer se sentir protagonista, Luiz Couto é um nome que sempre está em evidência, mas precisamos consultar o deputado – afirmou Jackson. Ele enfatizou que Agra vinha dialogando bem com os partidos aliados, enfatizando que “é importante que este novo nome que apareça, tenha condição de continuar mantendo este projeto”.
Fonte: paraibaonline.com.br

domingo, 15 de janeiro de 2012

SEGUNDA REUNIÃO PARA A REALIZAÇÃO DO FÓRUM SOCIAL LOCAL.

Na segunda reunião, das três programadas para organizar  o Fórum Social local, realizado hoje dia 14 de janeiro, previsto para acontecer ainda neste primeiro semestre, com entidades regionais, onde será retirada uma série de encaminhamentos, que serão cobrados ainda este ano aos candidatos a prefeitos dos municípios participantes do encontro. Várias entidades compareceram nesta etapa e temas foram abordados que serão trabalhados para apresentação no dia do fórum.  O principal objetivo do Fórum é trazer para debates temas que possibilitarão facilitar o desenvolvimento socioeconômico sustentável dos municípios envolvidos. Não apenas para se levantar questões problemáticas e sim trazer soluções ao longo e meio prazo. É necessário que as entidades de classe participem, discutam, levem propostas para a possível solução de problemas e o mais importante, que cobrem resultados das autoridades competentes. Temas como a questão do entrave econômico do município devido às péssimas conservações das estradas que impossibilitam a comercialização de produtos aqui produzidos. Da falta de lazer para a juventude, do apoio a agricultura familiar de forma sustentável, a utilização das águas de Acauã, o desmatamento, do apoio ao comércio e as pequenas indústrias, entre outros temas levantados. A terceira e última reunião antes do fórum, está prevista para o dia 11 de fevereiro do corrente ano no Hotel Acauã, às 09 h. A reunião de hoje, foi transmitida ao vivo pela rádio web, Aroeiras Hoje e Rádio online joaodoviolao.com; as próximas também serão transmitidas, onde o ouvinte poderá participar.
Fonte: Blog Aroeiras Hoje.


                                  Foto da Cidade de Aroeiras-PB

sábado, 14 de janeiro de 2012

Eleições 2012: Rui Falcão reafirma otimismo quanto ao desempenho do PT Nas cidades pequenas

Presidente fala sobre a atuação do Partido na disputa eleitoral nas  pequenas cidades.
O presidente falou sobre a disputa eleitoral nos pequenos municípios e a decisão de realizar cursos preparatórios para os candidatos. “Nós temos que ter uma tática para as grandes cidades, e uma tática diferente para as pequenas cidades, um tratamento diferente, para isto, nós estamos inclusive se organizando para cursos, nós vamos a partir do 1º semestre, logo no começo, a Escola de Formação do PT. Nós vamos fazer cursos para vereadores, prefeitos e prefeitas, principalmente das pequenas cidades”.
Outro ponto destacado por Rui Falcão no programa Entrevista com o Presidente foi o debate sobre a democratização das comunicações e do marco regulatório. Ele informou que na ultima reunião do Diretório Nacional, no dia 2 de dezembro, em Belo Horizonte, foi aprovado uma resolução que da conseqüência ao Seminário sobre o marco regulatório, realizado no inicio do mês de dezembro em São Paulo.
“Esta resolução, primeiro ela dá continuidade ao debate, segundo ela sugere aos nossos governadores e parlamentares, que na esfera da sua influencia, façam instalar o conselho de comunicação previsto na constituição, estamos também orientando os nossos parlamentares a exigirem do presidente do Congresso, que instalem o conselho de comunicação que está previsto na constituição e em lei também, e queremos dar continuidade à campanha, divulgando nos nossos veículos, nos sites dos nossos parlamentares, vai ser uma campanha permanente, nós vamos levantar a bandeira da democratização também na campanha eleitoral, queremos que os nossos candidatos defendam”.
(Ricardo Weg – Portal do PT)

                  PT de Aroeiras-PB, em 2012 queremos construir, uma nova História no social

OIT destaca política brasileira de valorização do salário mínimo


Política do governo brasileiro é elogiada no Panorama Laboral da Organização Internacional do Trabalho.

A experiência do Brasil de valorização do salário mínimo foi destacada no relatório Panorama Laboral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), divulgado nesta quinta-feira (12). Segundo o relatório, apesar de haver outra referência importante na América Latina e no Caribe cabe destacar a experiência brasileira por causa de sua importância no desenvolvimento socioeconômico recente do País.

O Brasil adotou durante o segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, uma política de valorização do salário mínimo que acabou virando lei, em 2011, durante o governo da presidenta Dilma Rousseff.

A política foi fruto de um acordo entre sindicalistas, empresários e o governo. A base de cálculo para o salário é a inflação do período anterior mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores. No Brasil, o salário mínimo tem abrangência nacional e, legalmente, nenhum trabalhador pode receber um subsídio menor.

Entre os critérios adotados pela política de valorização do salário mínimo estão fatores como as preservações do poder aquisitivo, medido pelo índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), inflação oficial; e um aumento real baseado no PIB.

O relatório da OIT afirma que o salário mínimo é um pilar importante do modelo de crescimento com inclusão social, dada a sua referência para a estruturação do mercado de trabalho e para as políticas sociais.

Durante os oito anos de governo Lula (2003 a 2010), o salário mínimo aumentou, em média, 5,8% ao ano, com um incremento real acumulado de quase 60% de acordo com o documento. No mesmo período, o PIB aumentou, em média, 4% ao ano, sendo que o PIB per capita cresceu em um ritmo de 2,3%. O resultado disso, segundo o relatório, foi um crescimento do salário mínimo acima do PIB, o que desencadeou efeitos de redistribuição importantes e contribuiu para a redução dos níveis de pobreza.

Esse crescimento aponta o relatório, é quase o dobro do observado durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (1995 a 2002). Nesses anos, o crescimento do salário mínimo foi de 3,3% ao ano e o crescimento do PIB de 2,3%; o PIB per capita cresceu 0,8%. Considerando os dois períodos (16 anos), o salário mínimo duplicou em termos reais.

 Fonte: (Portal Brasil)

                        PT de Aroeiras-PB; em cada Cidadão uma Estrela



Frei Anastácio elogia ação da PM que Prenderam acusados de atirar contra posseiros em Mogeiro



O deputado estadual Frei Anastácio (PT) elogiou hoje (14) a ação da polícia militar, em Mogeiro, pelo fato de uma ação rápida que resultou na prisão de seis acusados de atirar e balear quatro posseiros da fazenda Salgadinho naquele município, na última sexta-feira (13). “Essa é polícia militar que o povo quer, com ação rápida, isenta e agindo contra quem infringe a lei”, disse o deputado.
Frei Anastácio disse que está elogiando a ação da PM, porque num espaço de tempo muito pequeno os policiais prenderam cinco capangas e o marido da vice-prefeita de Mogeiro, proprietária da fazenda Salgadinho, Cesar Carlos da Silva Anjo.
 Ele foi flagrado com duas espingardas calibre 12 e três revólveres calibre 38. Eles estão sendo apontados como autores dos disparos de espingarda calibre 12 e revólveres que atingiram quatro posseiros da fazenda, na manhã de sexta-feira (13).
Segundo Frei Anastácio, os quatro homens estavam cortando umas juremas, para lenha, quando foram surpreendidos pelos disparos. Os posseiros foram atingidos nas pernas, braços e no rosto. O atendimento foi realizado no hospital de Mogeiro. “Foi realmente uma tentativa de assassinato contra aqueles posseiros que vivem na fazenda há muitos anos”, disse o deputado.
O deputado relata que as famílias de posseiros estão lutando pela terra há cinco anos. O caso já está sendo acompanhado pelo INCRA, mas como a fazenda tem pouco mais de 200 hectares, tem que ser desapropriada através de compra direta. Mas, está havendo conflito porque a proprietária está dificultando as negociações, segundo o deputado.
O parlamentar disse ainda que esperar agora que a justiça faça a parte dela. Segundo ele, a polícia ágil de forma isenta e com competência. “Resta esperar agora que a justiça tire a venda dos olhos e olhe para a situação de pessoas humildes que quase foram assassinadas”, disse o deputado acrescentando que irá, juntamente com o INCRA e os trabalhadores, lutar pela agilização da resolução desse conflito.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

PATROMÔNIO ESQUECIDO um.

Construído em 1930, pelo governo do estado e que leva o nome de João Pessoa, o açude foi durante muitos anos um ponto de lazer das famílias aroeirenses em seus finais de semanas. Para os que gostavam da bebida ou apenas do lazer, ali era um local adequado para uma diversão sadia. Com o passar do tempo, aquilo que era um cartão postal, passou a ser utilizado apenas para banho de poucas pessoas e de animais. Suas águas esverdeadas expelindo até um odor não salutar mostram o quanto dói o esquecimento.
Boas lembranças se tem de lá no passado, a realidade corroem o sentimento do ontem, seu acesso quase  interditado, o sangradouro ocupado por um desmoronamento, sua conservação tida como uma das piores. Patrimônio do Estado ou do Município? Não! É patrimônio do povo aroeirense, a responsabilidade é nossa, pelo esquecimento e a falta de cobrança aos representantes legais, que nós constituímos a cada dois anos; Nossa memória precisa continuar a existir, o açude da serra, como conhecemos, é uma história viva que agonia em busca de um socorro rápido.

Fonte: Blog Aroeiras Hoje.

Meu comentário:
Com uma revitalização, e uma boa reforma, este açude poderia ser muito bem aproveitado para se fazer umas boas plantações de hortaliças, cultivando apenas material orgânico, e poderia até quem sabe: abastecer a feira livre de Aroeiras, proporcionando uma melhor qualidade de vida a um povo tão carente, sofrido, esquecido e em resumo: marginalizado pelos  políticos locais...
“João do Violão Presidente do PT Aroeiras-PB”


quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

MINHA CIDADE


...TUDO CONTINUA COMO ANTES, MINHA INFÂNCIA, QUE MARAVILHA; IMAGINE VOCÊ, UMA FILA ENORME DE LATAS VAZIAS, ERA MAIS OU MENOS NOS ANOS 70,   SECA ENORME, NÓS NÃO TÍNHAMOS SANEAMENTO BÁSICO,CADÊ O INVERNO?     GRAÇAS A DEUS FOI COLOCADO ÁGUA NOS TUBOS DE PLÁSTICO E FOI FEITA A GRANDE BARRAGEM DE ACAUÃ.  AROEIRAS COMO É CHAMADA; ABENÇOADA PELOS POLÍTICOS  E  AGORA  APÓS  40  ANOS O  PROGRESSO  CHEGOU; ESTAMOS USANDO CARRO PIPA  E OS CANOS SEM ÁGUA.ISSO É PRO-GRESSO OU REGRESSO?

Artigo de responsabilidade do professor Genil Barbosa


Se correr o Bicho pega, se ficar o bicho come! Pra quem não poder comprar o líquido precioso, a água, só resta uma solução: Esperar a chuva cair, ou pegar a água deste açude completamente contaminada!" João do Violão presidente do Diretório municipal do PT Aroeiras-PB."

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Bancada do PT defende leis mais duras contra a corrupção

A exemplo do que ocorreu durante os dois governos petistas anteriores, a Bancada do PT, no primeiro ano da Legislatura 2011-2015, deu todo o apoio à política da presidenta Dilma Rousseff de combate à corrupção e fez articulações para a aprovação de projetos que tornam mais duras as punições para esse tipo de crime. Há, na Câmara, mais de 140 projetos para serem votados, mas a oposição formada por PSDB e DEM (ex-PFL) boicota permanentemente a sua colocação em pauta.

O presidente da Frente Parlamentar de Combate à Corrupção, deputado Francisco Praciano (PT-AM), ironiza o comportamento da oposição. "O DEM e o PSDB agem com oportunismo e esquecem que o governo FHC abafou todos os escândalos. Com Lula e agora com Dilma, o combate à corrupção tornou-se política de Estado".

Praciano lembra que desde 2003 a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU) passaram a atuar com independência e eficiência. Tanto que o Brasil foi premiado em 2011 pela ONU por sua prática de transparência. "O que falta para nós é o aperfeiçoamento da legislação, para a punição dos corruptos."

Um dos projetos essenciais é o PL 6826/10, enviado ao Congresso em 2010 por Lula, que estabelece punições administrativas e civis contra empresas corruptoras. O relator é o deputado Carlos Zarattini (PT-SP). "Não há corrupção sem corruptor e por trás de todos os escândalos, normalmente há disputas milionárias por contratos. Precisamos de uma legislação dura, que contemple a responsabilização de pessoas jurídicas por atos de corrupção", diz Zarattini.

O deputado Fernando Ferro (PT-PE) observa que a ampla transparência e divulgação de centenas de operações da PF nos últimos oito anos podem dar a impressão de que aumentou a corrupção. "Na verdade, aumentou-se o combate a esse mal histórico, mas a mídia tenta distorcer os fatos e ignora que uma das heranças malditas de FHC foi justamente a tolerância à corrupção". Ferro também ironiza a oposição, em cujas fileiras há pessoas com parentesco com oligarquias que ao longo da história sempre se locupletaram com o Estado e hoje posam de moralistas.

A PF realizou, de 2004 até o último mês de agosto, mais de 1,5 mil operações, com a prisão de quase 17 mil pessoas. Desses, mais de dois mil agentes públicos dos mais variados níveis hierárquicos: juízes, parlamentares, procuradores, policiais etc. Até julho do ano passado, 3.297 servidores federais perderam o cargo efetivo por cometerem irregularidades.

A Bancada deu sua contribuição para um País sem corrupção, apoiou o aprofundamento da transparência e da intensificação dos mecanismos de controle da utilização dos recursos públicos. Votou a favor do PL 3443/08, que torna mais eficiente o combate ao crime de lavagem de dinheiro. Apoiou a instituição do voto aberto no Parlamento, e a quase totalidade dos petistas integra a Frente Popular pelo Voto Aberto. Deu apoio ao projeto que instituiu a Leia da Ficha Limpa, que teve como relator o então deputado e hoje ministro da Justiça José Eduardo Cardozo.

Uma pesquisa nacional realizada em 2009 pela Universidade Federal de Minas Gerais, em conjunto com o Instituto Vox Populi, mostra que 75% dos brasileiros sabem que nos últimos cinco anos, no âmbito do governo federal, o que cresceu não foi a corrupção, mas sim a apuração dos casos de irregularidades.


Vamos dizer não a corrupção também emAroeiras-PB;tem muita gente por aqui  que apoia este mal terrivl!